A Liga da Justiça (aqui, com Aquaman, Canário Negro e Arqueiro Verde ) tem participação cada vez maior.

Dando prosseguimento aos melhores momentos de Smallville, chegamos à terceira e última parte, onde analisamos as três temporadas finais. (Antes, leia os outros dois posts com os 150 episódios anteriores: Parte 01 e Parte 02).

Nestes novos capítulos, o Universo DC é construído nas telas pela primeira vez!

8×01 – ODISSEY (153)

Dirigido por Kevin G. Fair. História por Kelly Souders e Brian Peterson; roteiro por Todd Slavkin e Darren Swimmer.

A Liga da Justiça (Arqueiro Verde, Aquaman, Canário Negro) se reúne mais uma vez para procurar Clark, desaparecido depois que Lex destruiu a Fortaleza da Solidão. Como o herói está sem os seus poderes, o Caçador de Marte o leva até o sol para que o kryptoniano os recupere, ao custo dos próprios poderes daquele. Com Lex desaparecido, conhecemos a nova CEO da LuthorCorp: Tess Mercer (Cassady Freeman), uma mulher cheia de mistérios.

Os personagens da 8ª temporada: Lois, Davis, Jimmy, Chloe, Clark, Tess e Oliver.

8×02 – PLASTIQUE (154)

Dirigido por Rick Rosenthal. Escrito por Don Whitehead e Holly Henderson.

A vilã dos quadrinhos Plastique é adaptada para Smallville sai explodindo tudo, fazendo Clark salvar Tess pela primeira vez. Para ajudar aos feridos, chega o paramédico Davis Bloom (Sam Witwer), que se revelará um personagem extremamente importante para a temporada.

8×06 – PREY (158)

Dirigido por Michael Rohl. Escrito por Kelly Souders e Brian Peterson.

Clark investiga um ataque brutal em um clube e suspeita que foi alguém infectado por meteoros. O crime tem semelhança a outros já ocorridos. Chloe está aconselhando infectados a ter uma vida normal na Fundação Ísis (fundada por Lana algumas temporadas antes) e Clark pede a lista dos infectados. Quando Chloe se nega – por uma questão ética – se estabelece um conflito entre os dois. Entretanto, Davis Bloom vem tendo ataques de amnésia e começa a suspeitar que ele próprio é o assassino em série.

8×07 – IDENTITY (159)

Dirigido por Mairzee Almas. Escrito por Todd Slavkin e Darren Swimmer.

Já há algum tempo, os jornalistas de Metrópolis suspeitam que um salvador misterioso com superpoderes vem atuando na cidade, mas quando Jimmy consegue captar uma foto de Clark salvando Lois e só se vê um borrão vermelho e azul, ele batiza esse vigilante como Borrão Vermelho e Azul (ou Red-Blue Blur, em inglês). Está criada a identidade que Clark usará até o fim do seriado!

Kara e Clark se encontram na Zona Fantasma, mas o espírito de Faora termina indo à Terra.

8×08 – BLOODLINE (160)

Dirigido por Michael Rohl. Escrito por Caroline Dries.

A mesma orbe que Lex usou para destruir a Fortaleza, agora chega às mãos de Clark e termina levando ele e Lois para a Zona Fantasma, onde se encontram com Kara, que também está presa lá. Kara consegue devolvê-los à Terra, mas no processo, o espírito de Faora, a esposa de Zod, também escapa e – tal qual seu marido havia incorporado Lex – ela toma o corpo de Lois. Agora, Clark precisa confrontar a entidade Lois-Faora. Ao mesmo tempo, a vilã localiza Davis e revela que ele é, na verdade, o filho de Zod e Faora modificado geneticamente e está destinado a ter muito poder. Atormentado, Davis tenta se suicidar com uma faca, mas ela se quebra ao tocar sua pele.

8×09 – ABYSS (159)

Dirigido por Kevin G. Fair. Escrito por Don Whitehead e Holly Henderson.

Brainiac tenta apagar a mente de Chloe, mas Clark finalmente consegue destruir a inteligência artificial kryptoniana. Ainda assim, se estabelece uma relação algo física entre Chloe e Davis, embora ela esteja comprometida com Jimmy.

Davis se transforma em uma besta chamada Doomsday (Apocalipse no Brasil).

8×10 – BRIDE (160)

Dirigido por Jeannot Szwarc. Escrito por Al Septien e Turi Meyer.

É o dia do casamento de Chloe e Jimmy e Davis, desesperado, termina se transformando em um monstro – o vilão Doomsday (Apocalipse, no Brasil), aquele que, nos quadrinhos, foi o responsável pela morte do Superman – que interrompe a festa, quase mata Jimmy e sequestra a noiva.

8×11 – LEGION (161)

Dirigido por Glen Winter. Escrito por Geoff Johns.

Um trio de super-heróis do futuro vem visitar Clark para lhe dizer que ele será o grande herói da humanidade em breve. É a Legião dos Super-Heróis que faz sua estreia em Smallville. Episódio escrito por Geoff Johns, um dos maiores roteiristas da DC Comics.

8×14 – REQUIEM (166)

Dirigido por Michael Rohl. Escrito por Don Whitehead e Holly Henderson.

Oliver vai a uma reunião da Diretoria da LuthorCorp para anunciar que a empresa está sendo fundida à Queen Industries, graças a sua parceria com Tess Mercer. Entretanto, a sala explode deixando vários mortos. Investigando, Clark descobre que o responsável é Winslow Schott (Chris Gauthier) – o vilão dos quadrinhos Toyman (ou Mestre dos Brinquedos, no Brasil) – um ex-funcionário da Queen Industries que quer se vingar de Oliver. Clark também descobre que não pode mais se aproximar de Lana porque Lex (que estava vivo e agindo pelos bastidores) a sequestrou (no episódio anterior) e a transformou em uma mulher superpoderosa, mas carregada de kryptonita, o que os impede de se aproximarem. (Kristin Kreuk se despede da série). Dominado por uma fúria cega, Oliver localiza um caminhão onde Lex está escondido e o explode, matando o vilão. Dessa vez, o empresário é declarado morto oficialmente.

Zatanna também aparece em “Smallville”.

8×17 – HEX (169)

Dirigido por Mairzee Almas. Escrito por Bryan Miller.

A heroína da DC Comics, Zatanna (Serina Swan) faz sua estreia na série. Com a partida de Lana, Chloe se une a Oliver (como financiador) e a Fundação Ísis é transformada na Watchtower, um centro de informações para auxiliar às atividades da Liga da Justiça e coordenar os trabalhos dos heróis.

A Liga da Justiça (Flash, Arqueiro Verde e Canário Negro) se une para deter Davis.

8×22 – DOOMSDAY (174)

Dirigido por James Marshall. Escrito por Kelly Souders e Brian Peterson.

Davis se transformou em uma besta que é impossível de ser derrotada. Chloe foi sequestrada por ele e pede a Clark que o mate, mas o rapaz não quer tirar uma vida. A Liga da Justiça (Arqueiro Verde, Flash e Canário Negro) se une para tentar derrotá-lo. Cabe então a Clark criar um plano que não mate Davis, mas o detenha. Ele usa a kryptonita preta para separá-lo da besta, aprisiona o monstro no subsolo de Metrópolis e detona uma explosão nuclear para detê-lo. Mesmo curado, Davis fica perturbado ao saber que Chloe quer ficar com Jimmy, então, Davis tenta matar o fotógrafo e os dois terminam morrendo na luta, o que deixa Chloe desconsolada. O golpe é duro, também, para Clark que tanto lutou para salvar Davis. Desiludido, Clark decide se afastar da humanidade e abraçar seu lado kryptoniano. Enquanto isso, Lois e Tess brigam depois que a repórter descobre que a executiva tem a posse da orbe kryptoniana que a mandou à Zona Fantasma. Na briga, Lois toca o anel da Legião sem querer e é teleportada para um destino ignorado e Tess vê alguém chamado Zod emergir de dentro do artefato.

Tentando assumir seu lado kryptoniano e seu destino, Clark passa a usar um uniforme com seu símbolo. E marcá-lo por onde passa.

9×01 – SAVIOR (175)

Dirigido por Kevin G. Fair. Escrito por Kelly Souders e Brian Peterson.

Clark está na Fortaleza da Solidão treinando com Jor-El o uso de suas habilidades e afastado de todos os seus amigos, mas volta quando Lois reaparece depois de semanas, sem nenhuma lembrança de seu tempo desaparecida. Chloe se reencontra com Clark e pede para ele usar o anel da Legião, voltar no tempo e salvar Jimmy, mas ele se recusa, o que estremece em definitivo a amizade dos dois. Clark passa a usar um uniforme preto – e por isso passa a ser conhecido apenas como Borrão ou Blur – e salva um monotrilho de um acidente, enquanto Lois combate uma ninja misteriosa que morre na batalha. Na Mansão Luthor, Tess recebe a visita do Major Zod (Callum Blue), que agora está na Terra, mas sem superpoderes. Descobrimos que Zod não é o único kryptoninano que está escondido em Metrópolis, e sim, um exército inteiro deles, embora todos sem poderes.

Um jovem Major Zod chega à Metrópolis. Um clone.

9×04 – ECHO (178)

Dirigido por Wayne Rose. Escrito por Bryan Miller.

O Toyman está de volta e quer vingança contra Oliver Queen, que está cada vez mais no fundo do poço, consumido pelo remorso de ter matado Lex Luthor. Ao saber disso, o vilão prepara uma armadilha em que ou Oliver revela a todos  o que fez ou uma bomba irá explodir e matar centenas de pessoas.

Um jovem clone de Jor-El também aparece, bem como flashbacks de Krypton e sua relação com Zod.

9×07 – KANDOR (181)

Dirigido por Jeannot Szwarc. Escrito por Al Septien e Turi Meyer.

Um flashback mostra a origem do exército de Zod: eles são habitantes de Kandor, uma grande cidade kryptoniana, que estão em guerra contra um inimigo chamado Black Zero. Amostras de sangue dos soldados são extraídas, inclusive, de uma jovem cadete chamada Faora (Sharon Taylor). Em meio à resistência ao fato, o cientista Jor-El (Julian Sands) aparece e se mostra um grande amigo e aliado de Zod. Entretanto, a explosão de uma bomba nuclear destrói Kandor, mata a esposa e o filho de Zod e todo o seu exército. Anos depois, Jor-El está encarregado de um projeto de armazenar o código genético kryptoninano e coleta uma amostra de Zod, que o pede que clone o seu filho falecido a partir de uma mecha de cabelo. Como Jor-El se nega, Zod lhe declara inimigo e jura vingança. Ao mesmo tempo, Clark descobre uma série de brasões kryptonianos espalhados pela Terra, demarcando onde os novos kryptonianos caíram – mas uma das marcas é a da família de El. Assim, Clark descobre que seu pai Jor-El está na Terra! Com isso, ficamos sabendo que Zod, Jor-El e os outros kandorianos são, na verdade, clones que estavam armazenados na orbe e não suas contrapartes mais velhas, como o Zod que está preso na Zona Fantasma ou o Jor-El que se comunica com Clark na Fortaleza. Entretanto, um dos kandorianos termina por matar o jovem Jor-El, que morre nos braços de Clark.

A influência de Clark faz a jovem (clone) Faora tornar-se uma força do bem e não a vilã que estava destinada a ser.

9×09 – PANDORA (183)

Dirigido por Morgan Beggs. Escrito por Drew Landis e Julia Swifft.

Finalmente, o futuro que Lois visitou é revelado: ela está um ano no futuro e Zod e os kandorianos têm os seus poderes e dominaram o planeta totalmente. Clark é prisioneiro de um campo de extermínio na Fazenda Kent, enquanto Tess é aliada dos vilões e Oliver e Chloe lideram uma resistência. No presente, os kandorianos querem que Kal-El os lidere, mas Zod insiste em que seus poderes devem ser restituídos, o que cria duas facções entre eles. Clark descobre que a orbe de Jor-El impediu os kandorianos de terem seus poderes na Terra, invertendo o código genético para reagir ao Sol Vermelho de Krypton. Contudo, usando tecnologia kryptoniana e a fortuna de Tess, Zod criou a empresa RAO, que está construindo duas torres em Metrópolis. Clark descobre que os prédios irão canalizar os raios do sol e transformá-lo em raios de um Sol Vermelho, o que dará poderes aos kandorianos e concretizará o futuro visto por Lois. Clark não tem outra opção senão destruir as duas torres com sua visão de calor.

Conflito de gerações: Arqueiro Verde vs Gavião Negro. A Sociedade da Justiça aparece em “Smallville”.

9×11 – SOCIETY (185)/9X12 – LEGENDS (186) [ABSOLUTE JUSTICE]

Society: Dirigido por Glen Winter. Escrito por Geoff Johns. Legends: Dirigido por Tom Welling. Escrito por Geoff Johns.

O primeiro grupo de heróis da DC Comics, a Sociedade da Justiça, ganha uma versão em Smallville, roteirizada por Geoff Johns. Dois episódios são reunidos como um especial de duas horas, batizado de Absolute Justice. Quando Chloe é localizada por um estranho com super-poderes que sabe que ela é a Watchtower e, em seguida, presencia o estranho ser morto por outro homem com superpoderes, ela e Clark saem em uma grande investigação que revela um supergrupo de vigilantes que atuou no passado, mas todos terminaram presos ou isolados da sociedade. Clark encontra o egiptólogo Carter Hall (Michael Shanks) que lhe explica que ele era o Gavião Negro (Hawkman, no original) e seu amigo Kent Nelson (Brent Stait) era o Sr. Destino (Dr. Fate), dois membros da Sociedade da Justiça, um grupo de super-heróis que foi derrotado e paralisado por uma agência governamental chamada Xeque-Mate, liderada agora por Amanda Waller (Pam Grier). Waller criou um subgrupo secreto chamado Esquadrão Suicida, que recruta vilões superpoderosos para eliminar os velhos membros da Sociedade da Justiça, obrigando os velhos heróis a se aliarem aos novos heróis da Liga da Justiça, com Clark, Arqueiro Verde e o Caçador de Marte. Na batalha, o Sr. Destino, que pode ver o futuro, diz a Clark que ele será o maior de todos os heróis; que irá liderar esta geração de heróis, assim como o Gavião Negro liderou a geração anterior; e que Lex Luthor será o seu maior inimigo. O velho herói também se sacrifica para devolver os poderes ao Caçador de Marte (que os tinha perdido desde Odissey).

Sr. Destino e Stargirl: membros da Sociedade.

9×15 – CONSPIRACY (189)

Dirigido por Turi Meyer. Escrito por Al Septien e Turi Meyer.

Clark conseguiu convencer grande parte dos kandorianos a viver uma vida normal na Terra, inclusive, Faora e sua irmã Vala. Mas esta é sequestrada por um médico que foi usado como cobaia em experiências comandadas por kandorianos para tentar restaurar seus poderes. Clark investiga, mas Zod também, e se passando por um Agente do FBI, ele tenta salvar Lois do sequestrador, mas é baleado. Clark aparece e, desesperado para salvar Zod, usa um fragmento de kryptonita para cortar a mão e derramar seu sangue no ferimento do conterrâneo. Zod se cura, mas sem Clark saber, ele agora detém todos os seus poderes.

O Borrão encara Amanda Waller, a líder do Xeque-Mate.

9×17 – CHECKMATE (191)

Dirigido por Tim Scanlan. Escrito por John Chrisholm.

Tess é uma agente do Xeque-Mate e arma um sequestro para o Arqueiro Verde. Oliver consegue escapar e se une a Clark e Chloe para investigar a organização. Tess informa o trio de que Amanda Waller está atrás de alguém chamado Watchtower. O Xeque-Mate descobre a identidade de Chloe e a sequestra, obrigando Clark a invadir a sede da organização e se revelar para Waller. Enquanto o Caçador de Marte cria uma distração, Clark consegue salvar Chloe de uma execução (em uma cena montada por quadros, como uma história em quadrinhos) e foge dali. Em seguida, o Marciano usa seus poderes telepáticos para apagar da memória de Waller os rostos de Oliver, Clark e Chloe. Também descobrimos que uma misteriosa agente, chamada Rainha Vermelha, está atrapalhando os planos do Xeque-Mate.

Clark é obrigado a se ajoelhar diante de Zod: “kneel before Zod!”. (Poster com a arte de um fã na internet).

9×20 – SACRIFICE (194)

Dirigido por Kevin G. Fair. História por Justin Hartley e Walter Wong; roteiro por Justin Hartley, Walter Wong e Bryan Miller.

Chloe e Tess ficam presas na Watchtower quando descobrem que os kandorianos estão baixando os seus arquivos e, numa medida desesperada, travam todo o sistema da Torre. Enquanto isso, Clark descobre que Faora está grávida de Zod, mas ela continua a liderar a facção dos kandorianos que querem viver normalmente na Terra. Porém, Zod, obcecado em dominar, termina por matar Faora e seu filho e conta aos kandorianos que foram os humanos quem fizeram isso. Tomando tal ato como ato de guerra, Zod distribui seu sangue a todos os outros, de modo que eles também tenham poderes.

9×21 – HOSTAGE (195)

Dirigido por Glen Winter. Escrito por Jordan Hawley e Anne Cofell Souders.

Clark e Lois estão morando juntos na Fazenda Kent e recebem a visita inesperada de Martha Kent (Annette O’Toole, reprisando seu papel) e seu novo namorado, o jornalista Perry White (Michael McKean, que já havia aparecido em Smallville na 3ª temporada e Clark lhe ajudara a se recuperar do alcoolismo). Mas enquanto Perry quer pedir a mão de Martha, ela parece não estar pronta para assumir um novo compromisso. Enquanto isso, Lois está pensando em terminar com Clark e descobre que ela e Perry estão trabalhando na mesma matéria, sobre os misteriosos símbolos (kryptonianos) e o Livro de RAO. Enquanto Lois e Perry estão atrás da Rainha Vermelha, Clark localiza a misteriosa mulher, mas é atacado por kryptonita. No dia seguinte, enquanto conversa com sua mãe, Clark revela que sabe que ela é a Rainha Vermelha e Martha explica que assumiu essa identidade para proteger o segredo do filho, já que o Borrão/Blur é alguém de muito interesse nos altos escalões do Governo e há medidas para derrotá-lo, como o Xeque-Mate.

Clark e Zod se confrontam sob o efeito da kryptonita azul.

9×22 – SALVATION (196)

Dirigido por Greg Beeman. Escrito por Al Septien e Turi Meyer.

Os kandorianos atacam as principais nações do planeta, enquanto Clark descobre uma maneira de transportá-los para a Zona Fantasma, abrindo um portal kryptoniano escondido no topo de um prédio em Metrópolis. Mas com um custo: ele também seria tragado pelo portal. A Liga da Justiça se une para combater os kandorianos e ficam em estado de alerta, mas cabe a Clark confrontá-los. Tess encontra Zod na Fortaleza da Solidão, mas ele a atinge com a visão de calor. Clark interrompe e a leva para um hospital, mas ela fica à beira da morte. Chloe e Oliver tentar religar um satélite, mas Oliver é sequestrado por adversários misteriosos e fica desaparecido. Enquanto isso, o Blur/Borrão deixou de falar com Lois porque pôs sua vida em perigo, mas Zod se aproveita disso para se passar pelo herói e manipulá-la, afirmando que Clark é um traidor da humanidade. Lois fica em dúvida, mas o Borrão havia dito a ela que se alguém tentasse falar com ela seria mentira. Ao tocar a mão de Zod, Lois percebe que ele não é o Borrão e ele tenta matá-la. Clark aparece e a salva, permanecendo nas sombras. Porém, sabendo que deverá partir junto aos kandorianos, ele a beija e sai correndo. Lois fica quase em choque, mas percebe, pelo beijo, que Clark é o Borrão! No topo de um prédio, os kandorianos se reúnem e Clark conta a eles que foi Zod quem matou Faora. Eles não acreditam, mas o vilão termina se revelando. Os outros decidem prender Zod e irem para a Zona Fantasma, onde construirão uma nova sociedade kryptoniana. Clark abre o portal, mas Zod saca uma adaga feita de kryptonita azul, que elimina os poderes dele e de Clark, de modo que os dois não são tragados pelo portal. Na batalha que se segue, Clark decide se sacrificar e seu deixa apunhalar. Ele caí do prédio com a adaga no ventre e quando se afasta de Zod, o vilão recupera os poderes e é tragado pelo portal. A 9ª temporada termina com Clark caindo.

Se reconciliando com seu passado, Clark abandona o preto e volta a usar as cores vermelho e azul, com uma jaqueta que ostenta o símbolo da Casa de El.

10×01 – LAZARUS (197)

Dirigido por Kevon G. Fair. Escrito por Don Whitehead e Holly Henderson.

Clark caí no chão e permanece desfalecido. Lois o vê cair e tenta salvá-lo, mas não sabe o que fazer. Clark acorda em meio a um milharal e Jor-El lhe diz que está em um limbo entre a vida e a morte. Jor-El afirma que ele falhou ao se deixar sacrificar e que, agora, a Terra estaria desprotegida no momento de maior ameaça, pois uma grande força negra pode comprometer o futuro do planeta. Clark vê Lex no meio do milharal, mas antes que possa falar com ele, desperta após Lois tirar a adaga e jogá-la longe. Ela se esconde e vê Clark levantar, recuperar seus poderes com a luz do sol, ter seus ferimentos cicatrizados imediatamente e sair correndo em alta velocidade. Tess acorda em um laboratório e seu rosto está curado, ao vasculhar o lugar, descobre uma série de cobaias humanas e uma criança, que lhe diz se chamar Alexander. O Laboratório Cadmus (que já havia aparecido na 2ª temporada) está fazendo tentativas de clonar o corpo de Lex Luthor e Alexander é um desses clones. Porém, sem querer, Tess liberta outro clone, que envelheceu mais rápido e é 20 anos mais velho e totalmente maligno. O clone de Lex foge e deixa Tess viva para dar uma mensagem a Clark: vai encontrá-lo “no lugar onde eu o salvei”: o milharal no qual Clark ficou amarrado em um poste no episódio Piloto. Clark e o clone velho de Lex se encontram e ele arma uma dupla armadilha: ou ele salva Lois ou impede a explosão do globo do Planeta Diário. O clone morre, mas Clark consegue impedir as duas tragédias. Lois se sente culpada por ter sido usada para atingir Clark, então, decide aceitar a oferta de Perry White e trabalhar no Egito. Enquanto isso, Chloe localiza os sequestradores de Oliver e faz uma troca, entragando a si mesma pela liberdade dele. O herói fica desolado.

Oliver Queen revela ao mundo que é o Arqueiro Verde e vai parar na capa da “Fortune”.

10×03 – SUPERGIRL (199)

Dirigido por Mairzee Almas. Escrito por Ann Cofell Souders.

Quando Clark mandou os kandorianos para a Zona Fantasma, uma entidade maligna passou à Terra. Esta entidade, batizada de Darkseid (um dos maiores vilões do Universo DC), começou a contaminar pessoas comuns. Um dos primeiros infectados é o radialista Gordon Godfrey (Michael Daingerfield) que iniciou uma campanha contra os vigilantes uniformizados e está lançando um livro chamado “Super-Heróis ou Super-Ameaças?”, com o símbolo do Borrão cortado na capa. Lois volta do Egito e se une a Clark para cobrir a matéria, enquanto Kara está de volta à Metrópolis, cumprindo uma missão de Jor-El para deter a ameaça maligna. Desesperado para trazer Chloe de volta, Oliver conta ao mundo que ele é o Arqueiro Verde.

A “versão do bem” de Brainiac leva Clark ao futuro, onde ele encontra consigo mesmo.

10×04 – HOMECOMING (200)

Dirigido por Jeannot Szwarc. Escrito por Kelly Souders e Brian Peterson.

O comemorativo episódio n.º 200 coloca Clark para confrontar o passado, presente e futuro. Lois convence Clark a ir ao Baile de 5 Anos de Formatura do Colégio Smallville, onde ambos estudaram. Lá, Brainiac aparece, paralisa o tempo e leva Clark para visitar momentos do passado, como a morte de seu pai, Jonathan Kent (John Schneider). Brainiac explica que não é exatamente a inteligência artificial que ele conheceu, mas uma versão upgrade realizada no futuro pela Legião dos Super-Heróis, que ele agora lidera. Seu objetivo é lhe mostrar o que ele pode ser no futuro e abrir mão de alguns bloqueios para poder ser o herói que está destinado. Clark termina indo ao futuro, onde vê sua relação sem segredos com Lois e ela protegendo seu segredo, se encontra consigo mesmo (usando terno, sobretudo e óculos) e vê o herói que vai se tornar (ao decolar com uniforme e tudo).

O fim do segredo de Clark o aproxima cada vez mais de Lois e os dois dão um passo decisivo à sua relação.

10×05 – ISIS (201)

Dirigido por James Marshall. Escrito por Genevieve Sparling.

Clark conta a Lois que ele é o Borrão.

10×07 – AMBUSH (203)

Dirigido por Christopher Petry. Escrito por Don Whitehead e Holly Henderson.

O ex-agente do Xeque-Mate, Rick Flag (Ted Whitall) formou um novo Esquadrão Suicida, que age à margem da lei a favor dos metahumanos. Por isso, decide matar o General Sam Lane (Michael Ironside), o pai de Lois, que é justamento o maior defensor do projeto da Lei de Registro dos Vigilantes (VRA, em inglês), que irá obrigar os vigilantes a revelarem suas identidades e trabalharem para o Governo dos EUA. No atentado contra o general, o Tallon (a cafeteria que pertenceu a Lex e depois a Lana e que servia de residência a Chloe e Lois) é destruído por um míssel.

10×8 – ABANDONED (204)

Dirigido por Kevin G. Fair. Escrito por Drew Landis e Julia Swifft.

Tess descobre que é filha de Lionel Luthor! Seu verdadeiro nome é Luthessa Lena Luthor e foi dada para adoção em um orfanato. Mas a instituição é uma fachada para o treinamento de asceclas de Darkseid, comandada pela “profeta” conhecida como Vovó Bondade (Christine Walles). Ao mesmo tempo, Lois encontra vídeos de sua mãe, Ella Lane (Teri Hatcher, a Lois Lane da série de TV Lois & Clark e estrela de Desesperate Housewifes) lhe dando conselhos.

O General Slade Wilson (o futuro Exterminador) aparece para liderar o VRA.

10×09 – PATRIOT (205)

Dirigido por Tom Welling. Escrito por John Chrisholm.

O VRA está agora sendo comandado pelo General Slade Wilson (Michael Hogan) que endurece a campanha. Oliver se torna o primeiro “voluntário” do Registro, como estratégia de saber o que Wilson quer. Ele termina sendo levado para uma prisão especial que o Governo está criando para confinar os vigilantes – e Aquaman está preso lá também. Cabe a Clark ir salvá-los e confrontar Slade. Detalhe: nos quadrinhos, Slade Wilson é o Exterminador (Deathstrike), um dos maiores vilões da DC.

10×10 – LUTHOR (206)

Dirigido por Kelly Souders. Escrito por Bryan Q. Miller.

Por causa de um artefato kryptoninano, Clark é transportado para uma realidade alternativa onde sua nave foi encontrada por Lionel Luthor (John Glover, de volta à série). Nesta realidade, Lionel está vivo, Clark é maligno e matou Lex. Oliver e Lois estão noivos e lutam contra o poderio da família Luthor, que abriga ainda Tess, que rompeu com o pai e planeja derrubá-lo com a ajuda de Clark, já que os dois são amantes. Enquanto Clark está nesse mundo estranho, o outro Clark – maligno – está na nossa Terra, disposto a não voltar. No fim, Clark consegue voltar ao nosso mundo, mas secretamente, o Lionel de lá também vem. E este Lionel não foi “contaminado” pela bondade de Clark, sendo o vilão que poderia ter sido.

O Gavião Negro se sacrifica para salvar o dia.

10×11 – ICARUS (207)

Dirigido por Mairzee Almas. Escrito por Genevieve Sparling.

Slade Wilson está de volta e disposto a matar quem estiver em seu caminho. Lois é a vítima, mas é salva pelo Gavião Negro que se sacrifica.

A família Kent assiste à votação do VRA pela TV: vitória para os vigilantes.

10×13 – BEACON (209)

Dirigido por Mike Rohl. Escrito por Don Whitehead e Holly Henderson.

Chloe está de volta quando Martha Kent (Annette O’Toole) aparece em Metrópolis como parte da campanha contra o VRA. Mas a senadora sofre um atentado cometido por Alexander (Lucas Gabreel), o clone de Lex Luthor que sofre de crescimento acelerado e já é um adolescente. Ele detém todas as lembranças de Lex e, portanto, sabe do segredo de Clark. O Lionel da Terra-2 o encontra e tenta controlá-lo. Clark e Tess se unem para impedir que Alexander assuma o mesmo caminho de Lex. No fim das contas, a campanha organizada por Martha, Lois e Chloe contra o VRA dá resultados: o Governo realiza um plebiscito sobre o Registro e a população escolhe por não adotá-lo.

Clark Kent se transforma numa máscara, já que o Borrão é sua verdadeira identidade.

10×14 – MASCARADE (210)

Dirigido por Tim Scanlan. Escrito por Bryan Q. Miller.

Chloe e Oliver investigam o desaparecimento de agentes do FBI e conhecem Deesad (Steve Byers), o terceiro dos profetas de Darkseid, que tenta trazer a dupla para o “lado negro”. Ele falha com Chloe, mas sem saber, Oliver é contaminado. Enquanto isso, Lois e Clark tentam criar uma identidade secreta para ele, pois sentem que o momento em que o Borrão terá que revelar o rosto se aproxima. Como Clark não quer usar uma máscara, então, Clark Kent tem que se transformar em uma “pessoa diferente”. Assim, ele começa a usar óculos e tenta parecer desajeitado para que ninguém desconfie que ele é o Borrão.

O crescido Alexander adota a identidade de Connor Kent.

10×16 – SCION (212)

Dirigido por Al Septien. Escrito por Al Septien e Turi Meyer.

Tess está cuidando de Alexander, que perdeu a memória (com as lembranças de Lex) e desenvolveu superpoderes iguais ao de Clark. Com isso, ela descobre que o menino é, na verdade, um clone com uma mistura do DNA de Lex e Clark. Ela muda a identidade do garoto para Connor Kent e o esconde, já que a descoberta chama ainda mais a atenção de Lionel para o rapaz. Agora, Clark tem que ajudar Connor com seus poderes e a lidar com sua herança e não ser seduzido pelos planos sombrios de Lionel. No embate que se segue, a Mansão Luthor termina destruída.

Na Zona Fantasma, os dois Zods se tornam um só.

10×19 – DOMINION (215)

Dirigido por Justin Hartley. Escrito por John Chrisholm.

Clark e Oliver vão à Zona Fantasma e descobrem que o jovem Zod se uniu ao espírito do “velho” Zod (que está por lá desde a 6ª temporada).

10×20 – PROPHECY (216)

Dirigido por Mike Rohl. Escrito por Bryan Q. Miller e Ann Cofell Souders.

Oliver e Kara se unem para encontrar o Arco de Órion, o único artefato que pode destruir Darkseid. Mas enquanto Kara se dirige à Fortaleza, Oliver é encurralado pela Vovó Bondade, que destrói a arma e revela que ele está marcado pelo “lado negro”. Sob o comando mental de Darkseid, Oliver encontra um pedaço de kryptonita dourada, a mais perigosa de todas, pois pode eliminar os poderes de Clark para sempre com um único toque. Jor-El informa a Kara que o destino dela está em outro lugar e época, então, ela pega o anel da Legião e vai para o futuro.

Lex e Clark se reencontram após três anos nas ruínas da Mansão Luthor.

10×21 – FINALE [PART 1] (217)/10X22 – FINALE [PART 2] (218)

Part 1: Dirigido por Kevin G. Fair. Escrito por Al Septien e Turi Meyer. Part 2: Dirigido por Greg Beeman. Escrito por Kelly Souders e Brian Peterson.

O episódio final de Smallville é um especial de duas horas! Enquanto Clark e Lois tentam casar e a cerimônia é interrompida pelo corrompido Oliver de posse da Kryptonita dourada; Darkseid chega à Terra e domina o corpo do Lionel da Terra 3, mas não antes dele conseguir ativar o clone de Lex Luthor (com Michael Rosenbaum de volta desde a 7ª temporada). De volta, Lex rastreia as últimas ações de Tess e Lionel e encontra Clark nos escombros da mansão, onde têm uma conversa meio de acerto de contas: Lex explica suas intenções, mas reconhece que Clark é o único que pode salvar o planeta da crise atual, deixando-o partir. Ao mesmo tempo em que Lois invade o Air Force One para entrevistar o presidente dos EUA em meio à crise deflagrada pela aproximação de Apokolips da Terra; cabe a Clark derrotar Darkseid, algo que só será possível se ele se libertar de suas limitações e assumir todo o seu poder e herança kryptoniana. Finalmente conseguindo voar, Clark destrói a entidade Lionel/ Darkseid e vai à Fortaleza vestir o uniforme que sua mãe o presenteou, tendo um tocando momento tanto com Jor-El quanto com o “espírito” de Jonathan Kent. Usando seu uniforme azul e vermelho, Clark impede a queda do Air Force One (com Lois e o presidente dentro) e, à vista de todos em Metrópolis, afasta Apokolips e o lança ao espaço profundo, tornando-se efetivamente o SUPERMAN. No prédio da LuthorCorp, Lex reencontra Tess e revela que sabia o tempo todo que ela era sua irmã. Ele a mata com uma apunhalada, mas ela esfrega a enzima de amnésia do Instituto Sommerset nele, o que apaga de sua memória tudo relacionado a Clark.

O tempo avança 7 anos no futuro e Clark e Lois estão prestes a casar de novo, trabalhando ambos no Planeta Diário sob a supervisão de Perry White e auxiliados pelo estagiário-fotógrafo Jimmy Olsen (irmão do Jim que morreu na 8ª temporada). Lex Luthor venceu a corrida eleitoral e se torna o Presidente dos Estados Unidos, enquanto uma grande ameaça obriga Clark a ir ao telhado e se transformar no homem de aço.

(Para mais detalhes, veja o nosso post com a resenha do especial!).