Harry Osborn: de volta aos cinemas.

Enquanto a pré-produção da sequência de O Espetacular Homem-Aranha, o reinício da franquia do mais popular herói da Marvel Comics, comandado pelo conglomerado Columbia Pictures/Sony, começa a esquentar, com a confirmação da presença de Mary Jane Watson, o anúncio do vilão Electro, o diretor Marc Webb informando que o visual do herói será mais tradicional e o ator Andrew Garfield dizendo que gostaria de explorar mais o aspecto psicológico de Peter Parker; outras confirmações continuam.

Agora, o Hollywood Reporter afirma que o personagem Harry Osborn também deve ser introduzido no próximo filme. Há até uma lista de atores sendo considerados para o papel, que envolvem nomes como Brady CobertDane DeHaan e Alden Ehrenreich.

Norman Osborn (à frente) e seu filho Harry na arte original de Steve Ditko.

Nos quadrinhos, Harry Osborn conhece Peter Parker quando ambos ingressam na Universidade Empire State e os dois se tornam os melhores amigos, inclusive, chegando a compartilhar um apartamento. Não custa lembrar ainda que Harry é filho de Norman Osborn, o vilão Duende Verde, arquiinimigo do Homem-Aranha. E ainda, que Norman Osborn não aparece fisicamente em O Espetacular Homem-Aranha, mas é citado o tempo todo.

Na trilogia anterior do Homem-Aranha, dirigida por Sam Raimi, Harry Osborn foi vivido por James Franco e seu arco dramático é um dos fios condutores da trama.

A biografia do personagem nos quadrinhos é uma das mais complicadas do universo do Homem-Aranha. Criado por Stan Lee e Steve Ditko em Amazing Spider-Man 33, em 1965, inicialmente, Harry Osborn é apresentado como um substituto ao personagem Flash Thompson, que infernizava a vida de Peter Parker no colégio, com o agravante de que Harry é podre de rico. Contudo, o contraste entre a riqueza de Harry e a vida dura de Peter terminou criando uma “química” entre os personagens que fez Stan Lee mudar de ideia e aproximá-los como amigos.

Gwen Stacy, Peter e Harry na arte de John Romita.

Mary Jane Watson dá em cima de Peter, mas como o rapaz termina se enamorando de Gwen Stacy, é Harry quem vai namorar com a ruiva, o que faz do quarteto a patota mais interessante dos quadrinhos de fins dos anos 1960.

A amizade entre Peter e Harry ficou mais complexa pouco depois, quando Lee e o desenhista John Romita revelaram que o pai de Harry, Norman Osborn, era na verdade a identidade secreta do vilão Duende Verde, na clássica Amazing Spider-Man 39 e 40. A instabilidade e os segredos da vida do pai passaram a afetar Harry, que sofria de um grande complexo de inferioridade por causa da frieza de Norman. Assim, Harry se envolve com as drogas .

Harry passa mal por causa do LSD, com Gwen e Mary Jane. Arte de Gil Kane e John Romita.

Depois, quando o Duende Verde mata Gwen Stacy, a namorada do Homem-Aranha, e também morre em seguida, num confronto com o herói, Harry presencia a cena. O trauma do momento, juntamente ao uso das drogas, terminam levando Harry a pensar que ele é o Duende Verde, chegando a lutar contra o ex-amigo. Derrotado e internado em uma clínica, Harry esquece tudo e se recupera aos poucos, voltando a uma vida normal depois e se casando com Lizz Allen, uma velha amiga de Peter Parker.

Mas a herança de seu pai era um fardo a carregar: o vilão Duende Macabro revela a Harry que seu pai fora o Duende Verde e passa a chantageá-lo por isso. Pouco a pouco, Harry vai relembrando dos fatos do seu passado e isso vai enlouquecendo-o. Até que Harry retoma a identidade de Duende Verde e tenta novamente matar seu ex-melhor amigo, numa batalha que termina conduzindo-o à própria morte.

Um Harry Osborn paranóico e drogado se transforma no novo Duende Verde. Arte de Ross Andru.

Contudo, após a Saga do Clone, nos anos 1990, ficamos sabendo que Norman Osborn não estava morto, com o vilão se tornando uma figura central no universo Marvel. Ao mesmo tempo, a superpolêmica saga Um Dia a Mais, de 2008, não apenas por encerrar misticamente o casamento entre Peter Parker e Mary Jane Watson, mas também traz Harry Osborn de volta dos mortos.

Harry como o segundo Duende Verde. Arte de Todd McFarlane.

Quanto ao novo filme, a expectativa agora é que a produção confirme logo a presença do poderoso e perigoso Norman Osborn no filme.

A sequência de O Espetacular Homem-Aranha (ainda sem título divulgado) será novamente dirigida por Marc Webb (de 500 Dias com Ela), agora escrita por Alex Kurtzman Roberto Orci (de Star Trek e Transformers). O elenco trará de volta Andrew Garfield (Peter Parker), Emma Stone (Gwen Stacy), Sally Field (May Parker), Shailene Woodley (Mary Jane Watson) e, possivelmente,  Campbell Scott (Richard Parker) e Embeth Davidtz (Mary Parker); além de novos nomes como Jaime Foxx (Max Dillon/Electro).  A estreia está prevista para 02 de maio de 2014.

O Homem-Aranha foi criado por Stan Lee e Steve Ditko em 1962, na revista Amazing Fantasy 15, da Marvel Comics. Ele é publicado até hoje na revista Amazing Spider-Man e outras e também é membro dos Vingadores.