Capitão América vs. Ciclope: guerra entre heróis.
Capitão América vs. Ciclope: guerra entre heróis.

Chega ao Brasil no próximo mês a saga que abalou todo o Universo Marvel em tempos recentes: Vingadores versus X-Men, uma saga que nos EUA se estendeu por 12 meses trazendo justamente o que o título sugere: uma grande batalha entre as duas principais equipes de heróis da editora.

O motivo da disputa é a discordância quanto ao que fazer com a ameaça da Força Fênix – uma entidade cósmica de poder incomensurável que busca hospedeiros humanos e os torna tão poderosos quanto deuses – que volta à Terra após alguns anos. No final das contas, é uma batalha sangrenta e cheia de frentes, já que os próprios X-Men já estão divididos em duas facções rivais – uma liderada por Ciclope e outra chefiada por Wolverine, como visto na saga Cisma, que foi recentemente publicada no Brasil pela Panini Comics, editora que edita o material original da Marvel no país.

(Para detalhes sobre a cronologia recente dos X-Men, clique aqui, no especial do HQRock sobre a equipe mutante).

Wolverine vs. Capitão América: sucesso de vendas.
Wolverine vs. Capitão América: sucesso de vendas.

Nos EUA, Avengers vs. X-Men – ou AvX para abreviar – foi publicada como várias minisséries mensais. A linha principal teve 12 edições, escritas por Brian Michael Bendis (se despedindo da franquia dos Vingadores depois de oito anos no comando) e desenhada por John Romita Jr. Contudo, várias outras séries derivadas complementaram a história principal, por artistas consagrados, como os roteiristas Jason Aaron, Jonathan Hickman, Matt Fraction e Ed Brubaker e desenhistas como Olivier Coipel, Adam Kubert, Jim Cheung e Frank Cho. 

No Brasil, a Panini dá início à saga já em março com Vingadores versus X-Men Zero, que terá 132 páginas e traz os prelúdios da saga, inclusive, a minissérie X-Saction, que traz o mutante Cable voltando do futuro para combater os Vingadores.

Vingadores vs. X-Men deixou grandes marcas na cronologia da Marvel e seu final traz alguns fatos chocantes (se não se importa com spoilers, siga o link para saber o final, mas cuidado!).

Após a saga, a editora deu início a uma nova etapa de sua cronologia, que ganhou o selo Marvel Now, com mudanças significativas em termos editoriais.

Capa da edição zero da Panini.
Capa da edição zero da Panini.

Não há detalhes como o restante da saga será publicado no país, mas se seguir a estratégia adotada pela Panini nos últimos tempos, será em uma minissérie mensal, que pode manter os 12 números originais, ou condensá-los em seis (publicando dois capítulos por vez, por exemplo).

Mais informações devem chegar em breve.

Os X-Men foram criados em 1963 por Stan Lee e Jack Kirby, mas só foram bem-sucedidos comercialmente nos anos 1970, a partir da reformulação idealizada pelo escritor Len Wein e tocada à frente por Chris Claremont, Dave Cockrum e John Byrne. Daí em diante, se tornaram uma das revistas de maior sucesso da Marvel Comics.

Os Vingadores surgiram em 1963, criados por Stan Lee e Jack Kirby, publicados em The Avengers 01, reunindo personagens já criados previamente. Mais importante supergrupo daMarvel Comics, fazer parte da equipe significa ter um status diferenciado de importância no Universo da editora.