Pete Townshend avisa: The Who virá ao Brasil!
Pete Townshend avisa: The Who virá ao Brasil!

O jornal O Globo publicou ontem uma entrevista com o guitarrista Pete Townshend, líder da icônica banda britânica The Who, uma das mais importantes da história do rock. O músico garantiu que o grupo virá ao Brasil em breve, embora não tenha detalhado datas.

Gosto dos barcos, dos aviões e das mulheres do Brasil. E iremos aí. E logo. É o destino! A música brasileira é a melhor expressão que posso imaginar do temperamento latino do português. Quando for ao Brasil com meu violão, você vai entender o que eu aprendi com a música brasileira.

Townshend marcou época com seus saltos no palco.
Townshend marcou época com seus saltos no palco.

Townshend divulga o lançamento de A Autobiografia, livro em que conta sua história no mundo do rock and roll.

Atualmente, o The Who faz shows em homenagem ao disco Quadrophenia, que lançou em 1973, uma ópera rock sobre os conflitos entre mods e rockers na Inglaterra do início dos anos 1960, embalada por um protagonista que sofre de transtorno de múltiplas personalidades. O grupo anunciou também que encerrará definitivamente as atividades em 2015, após uma turnê de despedida comemorativa dos 50 anos da banda.

The Who em 1970, no auge da popularidade.
The Who em 1970, no auge da popularidade: Pete Townshend, Keith Moon, Roger Daltrey e John Entwistle.

O The Who surgiu na periferia de Londres, formado pela união de Pete Townshend (guitarra), Roger Daltrey (vocais), John Entwistle (baixo) e Keith Moon (bateria). Após algumas tentativas frustradas, a banda alçou o sucesso em 1965, com canções como I can’t explain e My generation. As composições de Townshend sobre a típica realidade das periferias britânicas foram muito importantes historicamente, como um retrato social de uma época. 

Apesar de virar um fenômeno na Grã-Bretanha – tanto por sua música quanto pelo ato de destruir os instrumentos no palco – o The Who passou praticamente despercebido no mercado dos EUA e internacional, inicialmente. Somente após a ópera-rock Tommy, de 1969, o grupo realmente vivenciou um momento de grande sucesso internacional, tocando em Woodstock, em 1969; lançando o álbum ao vivo Live at Leeds (1970) e o álbum Who’s Next (1971). A popularidade da banda diminuiu ao longo dos anos 1970, mas seu legado permaneceu como um dos mais notáveis da história do rock.

Townshend e Daltrey são os remanescentes do The Who.
Townshend e Daltrey são os remanescentes do The Who.

O baterista Keith Moon morreu de uma overdose de álcool com remédios contra o alcoolismo em 1978, mas a banda seguiu adiante, com o substituto Kenny Jones (ex-Small Faces e The Faces). O The Who anunciou o “encerramento das atividades” em 1984, contudo, desde então, reúne-se esporadicamente para turnês especiais. Essas turnês se tornaram ainda mais constantes a partir dos anos 1990, contando com o baterista Zack Starkey (filho do beatle Ringo Starr), que os acompanha desde então.

O baixista John Entwistle morreu de um ataque cardíaco ocasionado pelo uso de cocaína em 2002 e, três anos depois, o The Who lançou o seu primeiro álbum de estúdio desde 1982, tendo agora apenas Townshend e Daltrey como membros oficiais. A banda anunciou novamente uma aposentadoria para 2015, quando completa 50 anos de atividades.