Nos Estados Unidos, o site ICV2 é responsável por listar, todos os meses, as 300 revistas mais vendidas de quadrinhos, tanto as de periodicidade mensal quanto os especiais encadernados que são vendidos também em livrarias.

Batman: maior sucesso dos quadrinhos de 2010.

Agora, o site publicou a lista das franquias de quadrinhos mais lucrativas de 2010:

  1. Batman – DC Comics
  2. Superman – DC Comics
  3. Kick-Ass – Marvel Comics
  4. Blackest Night/Brightest Day – DC Comics
  5. Watchmen – DC Comics
  6. X-Men/Wolverine – Marvel Comics
  7. Captain America – Marvel Comics
  8. Final Crisis – DC Comics
  9. Siege – Marvel Comics
  10. Hellboy – Dark Horse Comics

Como o HQRock já anunciou em um post anterior, o Batman, já no início deste ano, foi o responsável por fazer a editora DC Comics ser a de maior sucesso no mercado dos EUA após muitos anos de domínio da Marvel. Pelo visto na lista, o sucesso do homem-morcego já veio do ano passado.

Bruce Wayne anuncia ao mundo que financia o Batman: texto polêmico de Grant Morrison.

Grande parte do sucesso de Batman se deve ao escritor escocês Grant Morrison, que é o grande arquiteto da (polêmica) fase atual do protetor de Gotham City. Entre as mudanças, o autor incluiu um filho de Bruce Wayne com Tália Head – a filha de Ra’s Al Ghul – chamado Damian, que por sua vez, se torna o novo Robin; o desaparecimento temporário de Bruce Wayne, com Dick Greyson (o primeiro Robin) lhe substituindo como Batman temporariamente; o retorno de Wayne, com ele e Greyson encarnando o papel de Batman ao mesmo tempo (!); e Wayne anunciando ao mundo que ele financia o homem-morcego (mas sem dizer que é o próprio, é claro), criando uma franquia chamada Batman Inc. para auxiliar, treinar e financiar vigilantes em todo o mundo.

O Superman é um caso curioso, pois suas revistas há muito tempo não causam grandes alardes, mas parece que a nova fase do personagem coordenada por Geoff Johns tem agradado. E a minissérie Origem Secreta (já publicada no Brasil), onde Johns reconta a origem do homem de aço (com desenhos de Gary Frank) deve ter contribuído bastante.

Superman: "Origem Secreta" de Geoff Johns e Gary Frank ajudou o homem de aço a ficar no segundo lugar.

Kick-Ass a obra do Selo Icon, divisão “autoral” da Marvel, assinada por Mark Millar e John Romita Jr. vendeu muito (especialmente sob a forma de encadernado) por causa do filme dirigido por Mathew Vaughn.

Blackest Night/Brightest Day (no Brasil, A Noite Mais Densa e O Dia Mais Claro) foram dois arcos de histórias protagonizados pelo Lanterna Verde, escritos por Geoff Johns e desenhados pelo brasileiro Ivan Reis. Com a chegada do filme, em 2011, o personagem deve manter o sucesso este ano.

Watchmen, a obra imortal de Alan Moore e Dave Gibbons está na lista de mais vendidos praticamente desde que foi lançada pela primeira vez, como uma maxissérie em 12 capítulos, em 1986. O filme de 2009, dirigido por Zack Snyder somente ajudou a ampliar a fama da história.

Já faz algum tempo que Wolverine e os X-Men não têm realmente histórias importantes, mas ainda são bons vendedores de revistas, como comprova este sexto lugar.

Mesmo antes do filme, em 2010 o Capitão América ocupou um lugar central no Universo Marvel, com a volta de Steve Rogers após um período desaparecido. As histórias de altíssimo nivel escritas por Ed Brubaker (e desenhadas por nomes como Steve Epting, Jackson Guice, Bryan Hitch e o brasileiro Luke Ross) ajudaram o personagem a ocupar este sétimo lugar.

Darkseid é o grande vilão de "Crise Final": texto complexo de Grant Morrison.

Em oitavo e nono lugares, curiosamente, as duas sagas principais da DC e da Marvel, respectivamente. A DC lançou, ainda em 2009, Crise Final, também escrita por Grant Morrison, uma história de proporções cósmicas e trama incrivelmente complexa desenhada por J.G. Jones e outros. Nela, os heróis da DC enfrentam o vilanesco Darkseid. Em 2010, a saga continuou vendendo muito bem na versão encadernada, daí este lugar de destaque.

A Marvel, por sua vez, atacou de Siege (O Cerco, no Brasil, arco que apenas começou a ser publicado por aqui). Escrito por Brian Michael Bendis e desenhado pelo francês Olivier Coipel, a trama mostra o vilão Norman Osborn (o antigo Duende Verde, arquiinimigo do Homem-Aranha) usando de sua vasta influência no Governo dos EUA para atacar o reino místico de Asgard, a morada dos deuses nórdicos, da qual Thor faz parte.

"Siege" (O Cerco) começa a ser publicado agora no Brasil.

Por fim, a lista do Top10 das franquias mais vendidas de 2010 fecha com Hellboy, o personagem infernal da editora Dark Horse criado por Mike Mignola e que já teve dois longametragens de sucesso nos cinemas.

É interessante notar que o escocês Grant Morrison aparece como o principal nome dos quadrinhos de hoje, pois assina as franquias de Batman (1º lugar) e Crise Final, seguido de perto por Geoff Johns, com Superman (2º) e Lanterna Verde (A Noite Mais Densa e O Dia Mais Claro).

Ambos, é importante destacar, na DC, que contabiliza cinco das dez posições, incluindo os dois primeiros lugares.

A Marvel vem com quatro posições, mas apostando em mais autores de peso, como Ed Brubaker, Brian Michael Bendis e Mark Millar.

Em 2011, o Top10 provavelmente será diferente, tendo em vista os filmes X-Men – Primeira Classe, Capitão América – O Primeiro Vingador e Thor da Marvel e Lanterna Verde da DC.