A página com a arte original foi vendida por mais de 120 mil reais.

Os X-Men, uma das mais populares equipes de heróis da Marvel Comics, tiveram uma fase de ouro entre 1977 e 1981 quando foram escritos por Chris Claremont e coescritas e desenhadas por John Byrne. Agora, um exemplar original de uma página desenhada por Byrne foi a leilão e bateu um recorde: a arte original de uma página de Uncanny X-Men 137, de 1980, foi vendida a um comprador anônimo por US$ 65,72 mil.

A página é particularmente importante porque é exatamente aquela que antecede a Morte da Fênix, no capítulo final do longo arco A Saga da Fênix Negra, a mais importante história desenvolvida pela dupla Claremont e Byrne – e que também foi o estopim de uma grave crise entre os dois artistas, aumentada pela intervenção do Editor-Chefe da Marvel na época, Jim Shooter, que resultaria no fim da parceria algum tempo depois. Esse “detalhe” é perceptível até na página comercializada: há o aviso de “reescrita” no topo e a mudança da página de 33 para 44. Isso porque Claremont, Byrne e Shooter discordavam sobre o final da saga e o chefão da editora impôs a sua visão.

A capa oficial de “Uncanny X-Men 137”.

Apesar do alto valor, esta ainda não foi a página de arte original dos quadrinhos: um colecionador pagou a exorbitante fortuna de US$ 480 mil por uma página da terceira edição de The Dark Knight Return, de Frank Miller, chamada no Brasil de Batman – O Cavaleiro das Trevas (e recém-republicada no país pela editora Panini Comics).

Para saber mais sobre os X-Men de Claremont e Byrne leia um post do HQRock sobre a trajetória dos heróis mutantes nos quadrinhos e outro sobre a carreira de Byrne, que foi uma das maiores estrelas do gênero nos anos 1980.

Os X-Men foram criados por Stan Lee e Jack Kirby em 1963.

A Saga da Fênix Negra está disponível atualmente no Brasil em Os Maiores Clássicos dos X-Men 04, editado em 2006, da editora Panini, nas livrarias, e serviu ainda de inspiração para o roteiro do filme X-Men – O Confronto Final.