Quarteto Fantástico e X-Men: juntos nos cinemas?
Quarteto Fantástico e X-Men: juntos nos cinemas?

O site Omelete trouxe a confirmação de um rumor que corre há algum tempo: que as franquias dos X-Men e do Quarteto Fantástico, duas equipes de heróis publicadas pela editora Marvel Comics e adaptadas aos cinemas pela 20th Century Fox, irão se encontrar nos cinemas. É o que garante o site de investimentos The Montley Fool.

Atualmente, os X-Men são a franquia mais rentável da Fox, que lançou este ano Wolverine – Imortal (segundo filme solo do membro mais popular da equipe) e lançará no ano que vem X-Men – Dias de Um Passado Esquecido, o quinto filme da equipe já realizado. Já há um sexto, agendado para lançamento em 2016!

Já o Quarteto Fantástico, apesar de não serem tão famosos, ganharam dois filmes pela Fox, lançados em 2005 e 2007. Atualmente, o estúdio promove a pré-produção de um reboot da franquia, comandado por Josh Trank (de Poder Sem Limites).

Segundo o site, a ideia da Fox é reunir as duas equipes nos cinemas, usando como base a minissérie Quarteto Fantástico versus X-Men, publicada pela Marvel em 1987, como parte das comemorações dos 25 anos da fase moderna da editora.

Os X-Men da Fox.
Os X-Men da Fox.

A história é um pequeno clássico dos anos 1980, escrito por Chris Claremont (que cuidava das revistas dos X-Men na época) e desenhada por Jon Bogdanove (que ficou mais conhecido desenhando o Superman da DC Comics). A trama é ótima: o líder do Quarteto Fantástico, Reed Richards, o Sr. Fantástico, entra em uma crise de identidade após sua esposa, Sue Storm, a Mulher-Invisível, encontrar um Diário pessoal dele, na qual ele relata que causou propositadamente o acidente que dotou o quarteto com seus poderes.

A confiança da equipe em Richards decaí totalmente e a sua autoconfiança, idem. O cientista a princípio nega o conteúdo do diário, mas depois, começa a duvidar de si mesmo. Ao mesmo tempo, os X-Men procuram Richards desesperados para que ele encontre uma maneira de evitar que Kitty Pryde morra.

Kitty, na época, conhecida como Lince Negra, tinha o poder mutante de se tornar intangível e atravessar paredes. Mas após ter sido mortalmente ferida durante a saga O Massacre de Mutantes, ela não conseguia mais se materializar. Mas com a passagem do tempo, sua forma começou a se esvair e, em breve, Kitty morreria por dispersão de matéria.

A versão dos cinemas do Quarteto Fantástico ganhará uma versão totalmente nova.
A versão dos cinemas do Quarteto Fantástico ganhará uma versão totalmente nova.

Reed Richards, o homem mais inteligente do Universo Marvel, era sua única esperança. Mas ao se negar a ajudá-la – devido à sua insegurança – atraí a ira dos X-Men, que saem dispostos a tomar satisfações.

Com certeza, essa trama poderia ser adaptada aos cinemas com ótimos resultados.

De qualquer modo, o projeto não deve sair imediatamente, já que ainda é preciso ocorrer o reboot do Quarteto Fantástico (que estava previsto para 2015, mas como a produção ainda não avançou, deve ser adiado) e já há um filme dos X-Men para 2016 prometido: X-Men – Apocalypse. Desse modo, talvez a reunião só ocorra em 2017 ou 2018. Obviamente, o anúncio deixa explícito a intenção de imitar a estratégia do Marvel Studios com os Vingadores.

Vamos aguardar mais notícias.

O Quarteto Fantástico foi criado por Stan Lee e Jack Kirby em Fantastic Four 01, de 1961, dando início à era moderna da Marvel Comics. Por isso, a equipe é apelidada de “a primeira família”. Maior sucesso dos anos iniciais da década de 1960, o grupo perdeu importância nas últimas décadas para outros – como Homem-Aranha, Vingadores, X-Men etc. – mas continua sendo uma parte essencial do Universo Marvel.

Os X-Men foram criados em 1963 por Stan Lee e Jack Kirby, mas só foram bem-sucedidos comercialmente nos anos 1970, a partir da reformulação idealizada pelo escritor Len Wein e tocada à frente por Chris Claremont, Dave Cockrum e John Byrne. Daí em diante, se tornaram uma das revistas de maior sucesso da Marvel Comics.