Capitão América: impulsionando a Marvel para o topo.
Capitão América: impulsionando a Marvel para o topo.

O lançamento nos EUA na semana passada de Capitão América 2 – O Soldado Invernal (Captain America – The Winter Soldier), sequência de Capitão América – O Primeiro Vingador e de Os Vingadores, com as aventuras-solo do herói criado pela Marvel Comics, levado aos cinemas pelo Marvel Studios e Disney, já trouxe muitos dividendos ao estúdio e à marca. Já ultrapassando os US$ 100 milhões de bilheteria no país em meros cinco dias, o filme colocou a Marvel como a maior franquia da história do cinema nos EUA. É o que diz reportagem do site brasileiro Omelete.

Segundo o site, com O Soldado Invernal, a Marvel atinge US$ 2,45 bilhões com seus nove filmes (Homem de Ferro, O Incrível Hulk, Homem de Ferro 2, Thor, Capitão América – O Primeiro Vingador, Os Vingadores, Homem de Ferro 3, Thor – O Mundo Sombrio e Capitão América 2 – O Soldado Invernal), batendo a franquia Harry Potter, com 2,39 bilhões em oito filmes.

Considerando os números globais, Harry Potter ainda ganha a parada: 7,7 bilhões disparado em primeiro lugar; tendo a franquia James Bond em segundo lugar (6,1 bilhões) e a Marvel chegando em terceiro com US$ 5,9 bilhões.

Lembrando que Capitão América 2 sequer estreou em muitos mercados, inclusive, no gigante brasileiro, onde só chega aos cinemas amanhã.

São números para serem comemorados. Também é importante salientar que se trata apenas dos filmes do Marvel Studios, ou seja, aqueles licenciados pela própria Marvel. Se considerarmos os personagens da Marvel adaptados por outros estúdios (o que inclui o Homem-Aranha via Sony e os X-Men via 20th Century Fox), então, a Marvel se torna a maior marca do cinema dos EUA, com US$ 5,87 bilhões em 32 filmes, à frente da Dreamworks com 4,44 bilhões.

Tendo em vista que não haverá – pelo menos no futuro breve – novos filmes de Harry Potter e que a Marvel recentemente revelou planos para filmes até 2028 (!), parece que os super-heróis da casa das ideias irão mesmo dominar o mundo.