No embalo da revelação da primeira imagem do ator Rami Malek no papel de Freddie Mercury na cinebiografia do cantor da banda Queen, Bohemian Rhapsody, o diretor Bryan Singer (de X-Men – Dias de um Futuro Esquecido) falou sobre o projeto e ressaltou que o filme será “família”, focado na música e que irá “pegar leve” com os excessos do músico.

Falando à revista Entertainment Weekly, Singer disse:

Faremos um filme acessível que celebra a música. Contaremos a história – claro – a jornada heróica de Freddie através dessa música e de sua vida, fazendo de uma maneira que o maior número de pessoas que amam música possam assistir ao filme, que será para todas as idades e que não fugirá da história. (…) Não quero parecer que estamos escondendo o lado negro dele, que será honrado no filme. Mas a ênfase do filme é na música.

Segundo diz à revista, o filme será focado no período de 1970, no início da carreira do Queen, e terminará em 1985, no icônico concerto do Live Aid, um dos mais importantes da história.

O “lado negro” a qual o diretor faz ênfase se deve ao fato de que o cantor se envolveu profundamente com álcool e drogas, além de grande promiscuidade sexual, o que levou a grandes problemas internos no Queen e na quase dissolução da banda nos últimos anos.

Mercury morreu vítima do vírus da AIDS em 1991, portanto, o longa não irá abordar sua luta contra a doença, que foi mantida em segredo até o fim: a notícia de que era portador do HIV só foi divulgada no dia anterior à morte do cantor.

É curioso pensar como o filme irá abordar a vida sexual de Mercury, que era homossexual, tendo em vista que Bryan Singer também é um militante da área.

Rami Malek (de Uma Noite no Museu) será o vocalista e pianista Freddie Mercury, Gwilym Lee (de Jamestown) será o guitarrista Brian May, Ben Hardy (o Anjo de X-Men – Apocalipse) será o baterista Roger Taylor; e Joseph Mazzello (de A Rede Social) será o baixista John Deacon.

Bohemian Rhapsody terá roteiro de Anthony McCarten (de A Teoria de Tudo, cinebiografia do cientista Stephen Hawkin) e os ex-membros da banda, Brian May e Roger Taylor servirão como produtores executivos.

As filmagens começam entre este mês de setembro e novembro deste ano e o lançamento está previsto para 25 de dezembro de 2018.