rogerwaters brasil 2017 promoçãoO cantor e compositor britânico Roger Waters esteve no Brasil esses dias e deu uma coletiva à imprensa para falar dos shows que realizará por aqui em outubro de 2018. Líder e fundador do Pink Floyd, seus concertos e discos têm sido marcados pelo engajamento político e duras críticas à guerra, à violência e à intolerância política, que tem no presidente estadunidense Donald Trump seu principal alvo. Mas o músico disse que provavelmente fará um ato contra o presidente Michel Temer em sua nova passagem pelo Brasil.

Waters passou um pequeno período de férias em Trancoso, na Bahia, e na sexta-feira, dia 08, deu uma coletiva à imprensa brasileira em São Paulo para divulgar a futura turnê. Em meio a informações curiosas – sobre como prefere não ouvir música quando não está trabalhando (“Sou o cara que pede para desligarem o som quando chego no bar”, ele disse); mas gosta de música “pop” e cantores como Bob Dylan e Neil Young, e da canção Everybody hurts do REM; porém, não tem interesse em compor canções de 3 minutos, pois prefere criar álbuns conceituais, que desenvolvem uma trama ou uma ideia ao longo das faixas – o músico disse que “talvez não devesse”, mas iria incluir citações (inflamadas e críticas) ao presidente Temer. Na recém-finalizada perna da turnê pelos EUA, o clássico porco inflável que aparece em seus shows desde os tempos do Pink Floyd levava inscrições contra Trump em frases como “Trump é um porco” e o procedimento pode ser adotado para a realidade brasileira.

No contexto das apresentações, Waters apresenta composições da época do álbum Animals (de 1977) do Pink Floyd, no qual fazia uma analogia aos capitalistas como porcos, inspirado no romance A Revolução dos Bichos de George Orwell.

A turnê Us + Them promove o mais recente álbum solo de Waters, Is This the Life We Really Want?, lançado este ano. Os shows em geral apresentam 75% de canções do Pink Floyd (na qual Waters era o principal compositor) e quatro canções do novo disco. De vez em quando, algumas faixas de outros discos solo do músico também são tocadas. A turnê começou pelos EUA e após um recesso de fim de ano, retorna em 2018 na Oceania em janeiro e fevereiro, passando à Europa pelo período do verão do hemisfério norte, com 61 datas; e no segundo semestre vem à América Latina, que além do Brasil, terá concertos no Uruguai, Argentina, Chile e Peru.

No Brasil os shows são: Dia 09 de outubro de 2017, São Paulo, no Allianz Parque; Dia 13, em Brasília, no Estádio Manel Garrincha; Dia 17, em Salvador, na Arena Fonte Nova; Dia 21, em Belo Horizonte, no Mineirão; Dia 24 no Rio de Janeiro, no Maracanã; Dia 27 em Curitiba, no Couto Pereira; E dia 30 em Porto Alegre, no Beira Rio.

Esta será a terceira turnê solo de Roger Waters no Brasil, as anteriores foram em 2007 e 2012.