La actriz Allison Mack abandona el Tribunal Federal
Allison Mack deixa a prisão acompanhada por seus advogados.

A atriz Allison Mack, de 35 anos, famosa por interpretar Chloe Sullivan em Smallville deixou a prisão ontem no Distrito do Brooklyn, em Nova York, após pagar uma fiança de US$ 5 milhões. Ela é acusada de ser uma das líderes de uma seita que aliciava escravas sexuais para o uso em Hollywood, mediante um sistema de chantagens, abuso físico e até marcando o corpo das vítimas com ferro em brasa com as iniciais dela e do líder do grupo, Keith Raniere, que já está preso.

O juiz da Corte Federal do Brooklyn, Viktor Pohorelsky, concedeu que Mack respondesse o processo em liberdade após o pagamento da fiança e está sendo monitorada por uma tornozeleira eletrônica, sob a condição de não ter nenhum tipo de contato com os membros da seita, chamada NXIVM, e que fique em prisão domiciliar na casa dos pais, em Nova York.

O The New York Times afirma que a atriz fez um acordo com a Promotoria para testemunhar contra Raniere, e com isso, conseguir um aliviamento de sua pena, que dependendo dos agravantes levantados pelo caso, pode variar entre 15 anos ou até mesmo prisão perpétua. O jornal também indica outra participante famosa da seita, Clara Bronfman, herdeira da destiladora Seagram, que também se destacava em esportes equestres. Outra atriz de Smallville, Kristin Kreuk, que interpretou Lana Lang, também foi acusada de fazer parte do grupo, mas esta própria veio a público negar.

Enquanto isso, Keith Raniere, que foi preso no dia 27 de março numa luxuosa vila no México – na qual Allison Mack estava presente, segundo mostram filmagens da ocasião – não tem direito a fiança e prossegue preso. A Procuradoria do Estado de Nova York teria recebido a denúncia de pelo menos 50 mulheres que eram mantidas como escravas sexuais e a acusação é de que Mack era a principal aliciadora delas.