Uma famosa youtuber que cobre Hollywood, Grace Randolph, afirmou que a Warner Bros. está com problemas com o ator Ezra Miller e ele pode perder o papel protagonista em The Flash. Segundo ela, existem relatos de uma atitude problemática do ator além do vídeo que vazou há alguns meses atrás na qual Miller agride uma fã na saída de uma boate.

Randolph pôs um vídeo no qual é perguntada sobre Miller e abre o jogo, afirmando que ouviu que existem histórias sobre o ator similares àquelas de Kevin Tsujihara, o ex-CEO da Warner Bros. que foi demitido do cargo após uma série de denúncias de assédio sexual.

A situação de Miller complica com o vídeo vazado de sua agressão à fã na Islândia, onde o ator passava um período de folga: ao saírem de uma boate pela manhã, o vídeo mostra uma fã se aproximando de Miller e ele a agarrando pelo pescoço e a derrubando no chão, o que faz o filmador deixar a gravação de lado para socorrê-la. Não podemos dizer que houve um abafamento sobre o caso, mas de fato, ele repercutiu menos do que o esperado e Miller se manteve afastado dos holofotes desde então. A Warner também se recusou a comentar.

Mas isso não significa que não esteja acontecendo nada.

Pouca gente notou, mas com o anúncio do lançamento de Liga da Justiça de Zack Snyder, a versão do diretor demitido do filme que chegou aos cinemas numa versão refeita por Joss Whedon, o Flash de Ezra Miller vem simplesmente desaparecendo.

O primeiro poster horizontal do filme, vinculando seu lançamento no HBO Max em 2021, que foi exibido nas ruas de Los Angeles simplesmente “esqueceu” o herói escarlate. A versão digital do mesmo, que ronda a internet, contudo, traz o personagem de Miller. Porém, os vídeos quem vêm sendo divulgados também esquecem o herói.

Flash no trailer de Liga da Justiça.

Em paralelo, continua a produção de The Flash, que seria o próximo grande projeto da DC Comics na Warner, e um filme que está em complicada gestação desde 2015! Randolph já sinaliza que o estúdio cogita tirar Miller do projeto.

Vale lembrar que a Warner fez um grande acordo com a produtora Bad Robot do diretor J.J. Abrams, que é tocada por sua esposa, Katie McGrath, que se torna um poderoso nome dentro de Hollywood. Segundo o Cosmic Book News, McGrath foi a grande responsável para que Ann Sardoff se tornasse a CEO da Warner, a primeira mulher a ocupar tal cargo.

Em um cenário assim, caso existam “histórias” de Miller em Hollywood, é pouco provável que o ator prossiga à frente de The Flash, lembrando que ele também tem um papel importante na franquia Animais Fantásticos, que também é da Warner.

The Flash parece mesmo ser um filme amaldiçoado.