Segundo o Deadline, a Sony Pictures fechou o acordo com a diretora Olivia Wilde para dirigir um filme da franquia do Homem-Aranha liderado por uma heroína. O jornal não afirma categoricamente qual é a produção em si, mas todos apostam que é o longa da Mulher-Aranha.

Ela é a principal “suspeita”, afinal, há um filme em produção da Madame Teia (isso mesmo, não pergunte) por S.J. Clarkson; e o mais antigo Silver Sable de Gina Prince-Bythewood.

Olivia Wilde estreou na direção com o filme Booksmart, que também roteirizou e foi muito bem recebida pela crítica, já lançando também Don’t Worry Darling, que foi estrelado por Florence Pugh, Chris Pine e Shia LaBeouf.

Olivia Wilde.

Wilde começou a carreira como atriz e é mais conhecida dos fãs pelos papeis de Alex Kelly em 13 episódios de The O.C.; e da Dra. Remy Hadley, a Treze, em House, na qual ficou por 5 temporadas e 81 episódios. Mas também já atuou em vários filmes, como Show de Vizinha, Turistas, Ano Um, Tron – O Legado e Cowboys & Aliens.

A Mulher-Aranha é uma heroína que já possuiu diversas variações nos quadrinhos da Marvel Comics.  Ela foi criada por Archie Goodwin e Marie Severin e estreou em Marvel Spotlight 32, de 1977, antes de ganhar uma revista solo de sucesso que teve 50 edições. Praticamente esquecida nos anos 1990, a heroína regressou com destaque na década de 2000 como membro dos Vingadores.

Nas HQs, Jessica Drew é uma agente secreta que sofre lavagem cerebral da HIDRA e tem sua reputação destruída. Ela termina usando os poderes que adquiriu (força, agilidade, capacidade de escalar paredes e gerar pequenos construtos de energia) para combater o crime e trabalhar como detetive particular. Mais tarde, Jessica se torna agente da SHIELD e membro dos Vingadores.

Surgiram várias outras versões da Mulher-Aranha, depois da original Jessica Drew, como Julia Carpenter (que foi membro dos Vingadores da Costa Oeste), Mattie Franklin (que teve carreira breve), Mayday Parker (na verdade, a Spider-Girl ou a Garota-Aranha, que habita histórias no futuro, no MC2/ Marvel Comics 2, sendo filha do Homem-Aranha), Charlotte Witter (uma vilã), Ashley Barton (das histórias de Old Man Logan e do Spider-Verse), e até Gwen Stacy (a namorada de Peter Parker que morreu nas mãos do Duende Verde e que se torna a Mulher-Aranha em uma dimensão paralela, vista nas histórias do Spider-Verse, sendo também chamada de Spider-Gwen e Spider-Ghost, apareceu com destaque no filme Homem-Aranha no Aranhaverso).

Olivia Wilde pode usar qualquer uma delas em seu filme, mas Jessica Drew e Gwen Stacy são as mais famosas; mas uma personagem menos conhecida como Mattie Frankie ou Julia Carpenter permitiriam usar atrizes não caucasianas sem grandes problemas.

Nada deve estar definido quanto ao elenco de Spider-Woman ou quanto a uma data de lançamento, mas a atriz Alice Vikander já esteve vinculada ao papel.