Isso já era esperado e, hoje, a Variety confirmou o comunicado oficial da EON Productions de que 007 – Sem Tempo para Morrer foi oficialmente adiado para 02 de abril de 2021.

O longa de James Bond estava marcado para 12 de novembro próximo, mas o fato dos Estados Unidos ainda estarem bastante envolvidos nos efeitos da pandemia mundial de Covid-19 e os resultados decepcionantes dos poucos filmes que mantiveram estreias nos cinemas, levaram à EON e a Sony Pictures a decidir por adiar o longa até o início da temporada de verão do hemisfério norte de 2021, na esperança de que até lá a crise já tenha passado.

Dias atrás, Viúva Negra foi adiado para 2021, alterando todo o cronograma futuro de filmes do Marvel Studios, e como a aventura solo da popular vingadora estrearia apenas uma semana antes do novo 007, já era aguardado que a 25ª aventura da franquia de Bond também iria percorrer o mesmo caminho.

Infelizmente para Bond, este é mais um episódio de uma longa cadeia de problemas: originalmente, o filme estava previsto para estrear em dezembro de 2019; mas a mudança de diretor (saiu Danny Boyle e entrou Cary Fukunaga) jogou uma nova data para fevereiro de 2020; depois que Fukunaga assumiu (e precisou reescrever o roteiro), decidiu, de novo, adiar para abril de 2020, que ficou sendo a data oficial durante a produção do longa; mas o início da pandemia fez a EON decidir adiá-lo até novembro próximo; e agora, mais outra vez, para abril de 2021, perfazendo mais de um ano de adiamentos.

007 – No Time to Die é dirigido por Cary Fukunaga, e foi escrito por ele, Scott Z. Burns (O Ultimato Bourne) e Phoebe Waller-Bridge (Fleabag)O filme será a última vez que o ator Daniel Craig interpretará James Bond, após cinco aventuras.