A nova Liga da Justiça está chegando.

Em agosto do ano passado, a DC Comics mudou completamente o mercado de quadrinhos ao lançar um reboot editorial e cronológico de todos os seus personagens. Superman, Batman, Lanterna Verde e companhia tiveram suas cronologias e histórias zeradas e reiniciadas, suas revistas foram relançadas etc. Na verdade, Superman, Mulher-Maravilha e a Liga da Justiça sofreram mudanças mais profundas, especialmente o primeiro, que se tornou mais jovem, impulsivo e menos certinho, além de um uniforme diferente, como uma armadura (e sem a sunga vermelha!). Mas, em contrapartida, os maiores sucessos da editora, Batman e Lanterna Verde, sofreram quase nenhuma modificação, dentro da lógia “não se mexe em time que está ganhando”.

Desde então, a DC passou a liderar o ranking das revistas mais vendidas e somente mês passado a rival Marvel Comics ensaiou uma reação.

A mudança, agora, chegará ao Brasil. A editora Panini Comics – que republica o material da DC no país – lançou uma imagem teaser com sombras da Liga da Justiça, anunciando que a iniciativa, que tem o nome oficial de The New 52, em referência ao número de revistas relançadas, chegará ao país “em breve”.

Aqui, se chamará Os Novos 52, no masculino, embora a referência seja às revistas.

A minissérie Ponto de Ignição, que antecede a mudança, já está sendo publicada no Brasil.

Apesar da proximidade, a Panini ainda não divulgou como formatará suas revistas para a mudança, se irá zerar também as numerações – as revistas Batman e Superman chegaram ao número 100 no ano passado – e qual será o novo mix de publicações, já que no país se mantém uma antiga tradição de publicar várias revistas originais em uma só, ao contrário dos EUA, que cada revista (personagem) é publicada em uma edição separada.