O figurino de Bane teria sido explicado em cenas as quais não são vistas na versão final.

Àqueles que não assistiram a Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge, o último capítulo da trilogia comandada por Christopher Nolan sobre o homem-morcego publicado pela DC Comics e levado ao cinema pela Warner Bros., cuidado. Há aqui algumas (pequenas) informações sobre a trama. Ou seja: leves spoilers à frente.

Em uma entrevista a GQ, a figurinista do filme, Lindy Hemming, terminou soltando sem querer uma informação até então inédita: a de que uma origem mais detalhada do vilão Bane (Tom Hardy) foi gravada e tirada fora da edição final. Os que assistiram ao longa já sabem que há poucas informações sobre o passado do personagem na versão final. Seu passado não é totalmente em branco tal qual foi o do Coringa em Batman – O Cavaleiro das Trevas, mas há bem pouco.

Pois parece que Lindy Hemming não assistiu ao filme no cinema, pois não sabia que a cena ao qual se refere na entrevista simplesmente não está lá. Ela disse:

O que você deveria ter visto na sequência é Bane sendo ferido. Então uma das coisas fundamentais sobre esse figurino é que ele tem uma cicatriz do seu ferimento nas costas. Mesmo se ele não tivesse o colete à prova de balas, ele ainda precisa usar o cinturão e os suspensórios. Naquela cena na prisão, onde ele está aprendendo a lutar da mesma forma que Batman aprendeu, ele está usando uma primeira versão do seu cinturão, mas não é a versão definitiva. Ele também está usando uma primeira versão da sua máscara de gás…Se você ver no filme, ao menos que eles tenham cortado – e tenho certeza que não o fizeram – há toda uma sequência inicial de Tom Hardy onde ele está lutando e sendo hostilizado. Ele está preso por correntes e está sobre um negócio de madeira enquanto as pessoas o atacam. E nesta cena, ele está usando uma versão muito mais esfarrapada, primitiva, da máscara.

A máscara de Bane tem uma função muito específica e, aparentemente, sua origem teria sido detalhada.

Só depois disso é que a revista a informou que a tal cena não está na versão final. A figurinista, então, procurou não dar mais detalhes, apenas disse ainda haver outra cena que mostrava o vilão conseguindo a versão final de sua máscara.

Antes da estreia, correu um boato de que o primeiro corte de Ressurge, o primeiro esboço de edição, tinha 4 horas de duração, informação desmentida pelo próprio Christopher Nolan. Mas é evidente que há cenas não utilizadas.

Àqueles que esperam encontrar essas cenas deletadas nos extras dos DVDs, um aviso: os discos de Batman Begins e de Batman – O Cavaleiro das Trevas não trazem nenhuma cena deletada. Apenas outros tipos de extras.

Com história de David S. Goyer e Christopher Nolan; roteiro de Christopher Nolan e Jonathan Nolan; dirigido por Christopher Nolan, Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge tem no elenco: Christian Bale (Batman/Bruce Wayne), Gary Oldman (Comissário Jim Gordon), Michael Caine (Alfred Pennyworth), Anne Hathaway (Selina Kyle/Mulher-Gato), Tom Hardy (Bane), Marion Cotillard(Miranda Tate), Joseph Gordon-Levitt (John Blake), Morgan Freeman (Lucius Fox), Liam Neeson (Ra’s Al Ghul), Josh Pence (o jovem Ra’s Al Ghul), Juno Temple (Holly Robinson), Nestor Carbonell (prefeito de Gotham, Anthony Garcia), Matthew Modine (vice-comissário Foley), Ben Mendelsohn (John Daggett), Burn Gorman (Stryver), Alon Abutbul (Dr. Leonid Pavel), Tom Conti (velho da prisão),Cyllan Murphy (Dr. Jonathan Crane), Joey King (jovem Talia Al Ghul), Aiden Gillen (agente da CIA), Daniel Sunjata (Capitão Jones), Diego Klattenhoff (policial), além de Adam Rodriguez, Rob Brown, Will Estes, Josh Stewartem papeis menores. A data de estreia no Brasil foi em 27 de julho de 2012.

Batman foi criado pelo cartunista Bob Kane em 1939 e desde então é publicado pela DC Comics.