Syd Barrett: fundador e cérebro por trás do Pink Floyd em seu início. Gênio louco.

Embora a maioria das pessoas conheça a banda britânica Pink Floyd como os reis do rock progressivo dos anos 1970 em sucessos espetaculares em discos como Darkside of the Moon (1973), Wish You Were Here (1975) e The Wall (1979), existe uma outra encarnação da banda bem menos conhecida. E esta ganhou uma adesão interessante ontem.

Quando estreou em disco, em 1967, o Pink Floyd era a banda do cantor, guitarrista e compositor Syd Barrett. Suas canções tipicamente inglesas, de letras fortes e arranjos psicodélicos, loucos e aleatórios transformaram a banda na maior sensação do circuito alternativo de Londres em pleno Verão do Amor, mesmo que a banda também tenha atingido as paradas de sucesso. Seus dois primeiros singles, Arnold Layne eSee Emily play foram grandes hits da época. (Saiba mais aqui).

É justamente a imagem da banda tocando esta segunda faixa que caiu no YouTube ontem para delírio dos fãs. É a primeira aparição da banda no programa de TV da BBC Top of the Pops, em 06 de julho de 1967, tocando See Emily play. Infelizmente, a qualidade do filme está péssima, com cortes, falhas e desacelerações. Ainda assim, é uma oportunidade única de ver Syd Barrett cantar o seu maior sucesso.

Veja abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=cSusDIz5VyU&feature=player_embedded

Syd Barrett (dir.) e o Pink Floyd em 1967.

É uma oportunidade única porque as outras duas aparições do Pink Floyd no Top of the Pops aparentemente estão perdidas, sem cópias. E como a banda era alternativa, existem pouquíssimas imagens de Syd Barrett em movimento. As mais famosas são trechos da banda executando a jam session instrumental Interestelar Overdrive em um estúdio, trechos da mesma canção ao vivo, a execução completa de Astronome domine (também na BBC, mas em outro programa) e um clipe para Jugband blues (em qualidade de imagem ruim). Há clipes de canções como Arnold Layne eScarecrow, mas são realizadas no estilo de vídeos “cabeça” tão caros aos anos 1960, onde a banda só fica andando de lá para cá, sem aparecer tocando os instrumentos ou cantando, que é o que os fãs querem ver.

Infelizmente, Syd Barrett teve sérios problemas com as drogas e literalmente enlouqueceu. Terminou saindo do Pink Floyd em 1968substituído pelo amigo David Gilmour, com quem a banda trilharia outro caminho, agora sob a liderança do baixista e compositor Roger Waters.

Se você não conhece Syd Barrett, dê um desconto às falhas da filmagem – são 45 anos! – e veja um gênio (louco) em ação ainda na plenitude de suas capacidades em uma canção simplesmente fantástica.

O Pink Floyd permaneceu em atividade até 1996, mas realizou uma reunião de uma noite em 2005 no Live 8.

Syd Barrett faleceu aos 60 anos em 2006, vítima de diabetes. Apesar de uma curta carreira solo, entre 1969 e 1971, passou os anos restantes vivendo recluso em sua casa, em Cambridge na Inglaterra.