Jimi Hendrix: o maior de todos os guitarristas.

Considerado pela maioria dos críticos como o maior guitarrista da história do rock, Jimi Hendrix ganhará um novo álbum em 2013, mesmo que já esteja morto há 42 anos!

O site oficial do músico confirmou a notícia, anunciando People, Hell and Angels para o ano que vem. O álbum será formado por material que ficou de fora de First Day of The New Rising Sun, álbum póstumo do compositor.

O ritual de queimar a guitarra: revolução na performance.

Hendrix passou os últimos dois anos de vida sem lançar um álbum de estúdio, mas trabalhando freneticamente em estúdio. Por isso, após sua morte, uma disputa legal entre seus herdeiros e seus empresários permitiu a exploração excessiva de material inacabado, o que rendeu ao menos uns 20 discos póstumos, entre oficiais e piratas. Contudo, em 2000, quando a família Hendrix finalmente assumiu o controle do espólio, organizou a discografia oficial do guitarrista, condensando o melhor do material póstumo no álbum First Day of The New Rising Sun. 

Este People, Hell and Angels será sua sequência oficial. Em 2012, não custa lembrar, se celebram os 70 anos do artista, que morreu aos 27 anos.

James Marshall Hendrix nasceu em Seattle (a terra futura do Grunge) nos EUA em 1942 e aprendeu a tocar guitarra de forma autodidata. Depois de uma curta experiência tocando em pequenas bandas, ingressou no Exército, de onde foi dispensado após um acidente em um treinamento. A partir de 1961, começou a trabalhar como guitarrista de apoio de grandes astros da música dos EUA, como Little Richard, Sam and Dave e Ike and Tina Turner, principalmente em turnês pelo interior do país.

Decidido a desenvolver o próprio trabalho, Hendrix se mudou para Nova York em 1965, onde começou a tocar em bares e cafés da cena cultural do Greenwich Village, numa banda chamada Jimmy James and the Blues Flames. O uso não ortodoxo da guitarra e sua grande habilidade chamaram logo a atenção dos grandes artistas de rock que frequentavam o lugar. Particularmente, os roqueiros britânicos tinham muito apreço pelo som de Hendrix, sendo o Cafe Wha? uma parada obrigatória de artistas como Beatles, Rolling Stones e The Animals quando estavam em turnê pelos EUA para vê-lo tocar.

The Jimi Hendrix Experience: uma das maiores bandas da história do rock em apenas três discos.

Quem “descobriu” Hendrix e o mostrou aos roqueiros britânicos foi Linda Keith, a namorada do membro dos Rolling Stones, Keith Richards. Isso permitiu que Chad Chandler, o baixista da banda The Animals, convencesse Hendrix a partir para a Inglaterra, onde garantia que seu som pesado e carregado de blues teria uma recepção muito melhor do que em sua terra-natal.

Chandler tinha razão: ao chegar na Inglaterra no verão de 1966, Hendrix foi imediatamente aceito pela cena bluseira da cidade, chegando a se apresentar como convidado em shows da banda Cream, de Eric Clapton, então, recém-formada e um grande sucesso de público e crítica. Chandler assumiu o comando musical da carreira de Hendrix, lhe apresentando músicos para que formasse sua nova banda.

The Jimi Hendrix Experience ao vivo: potência sonora radical.

A união de Jimi Hendrix (agora usando seu nome verdadeiro) nos vocais e guitarra com os britânicos Noel Redding (baixo, vocais e guitarra ocasional) e Mitch Mitchell (bateria) resultou na formação do The Jimi Hendrix Experience, que explodiu nos clubes londrinos ainda naquele ano. O lançamento do primeiro single, Hey Joe, só confirmou o que se esperava: um grande sucesso.

No início de 1967, veio o segundo single, e outro sucesso, com Purple haze. O lançamento do álbum Are You Experienced?, no verão de 1967, veio a somar o grande impacto cultural do movimento psicodélico, com sua menção à cores fortes e uma sonoridade carregada de experimentalismos, efeitos sonoros, distorção e referências às drogas. A maneira completamente nova de Hendrix tocar guitarra fundou a linhagem de guitarristas modernos – os chamados guitar heroes – e sua performance no palco também foi de grande impacto: movimentos frenéticos, microfonias, tocar guitarra com os próprios dentes e queimar o instrumento em uma fogueira ao fim do espetáculo.

Hendrix ao vivo em Woodstock: glória.

O sucesso nos EUA veio depois, com sua apresentação no Festival de Monterrey, na Califórnia, o primeiro dos grandes festivais dos anos 1960. O The Jimi Hendrix Experience ainda lançou outros dois álbuns, Axis: Bold as Love e Eletric Ladyland, em 1967 e 1968, respectivamente, ambos com igual sucesso e aclamação, mas Hendrix desfez o grupo no início de 1969.

Depois de um tempo tocando com músicos em formações irregulares – inclusive na antológica apresentação que fechou o Festival de Woodstock em 1969 – Hendrix formou o The Band of Gypsy, com ele mais Billy Cox (baixo) e Buddy Milles (bateria e vocais), que lançou um álbum inédito ao vivo em 1970.

Aquela banda também não durou muito e Hendrix considerava reatar o Experience – já tocando de novo com Mitch Mitchell em suas últimas gravações – quando morreu em um hotel em Londres, afogado no próprio vômito, por causa de uma overdose de vinho com remédios para dormir, em 18 de setembro de 1970.