yes 50th celebration tour posterA banda britânica e lenda do rock progressivo Yes anunciou uma turnê comemorativa de seus 50 anos de carreira, comemorados no ano que vem. O comunicado foi feito na página oficial do Facebook do grupo e afirma que, além dos hits consagrados e algumas surpresas (como canções não tocadas há muito tempo), apresentarão enxertos do álbum Tales of Topographic Oceans, de 1974. A turnê começa em março de 2018 e as datas anunciadas até agora incluem apenas um giro pela Grã-Bretanha e alguns países da Europa, porém, outros shows devem ser confirmados em breve.

A turnê inicia no dia 13 de março em Bristol, na Inglaterra, e termina o giro em seu país natal com duas performances no Palladium de Londres, nos dias 24 e 25 daquele mês. Em seguida, estão anunciados alguns outros shows em Roma (Itália) e Paris (França), nos dias 28 e 30. Claro que serão divulgadas em breves datas nos Estados Unidos e, muito provavelmente, na América do Sul e Brasil.

Yes 2017
O Yes atual: Sherwood, Davison, Howe, Downes e White.

Nos últimos anos, o Yes vem realizando uma série de turnês temáticas privilegiando alguns dos álbuns mais importantes de sua carreira. Tales of Topographic Oceans é um controverso álbum duplo da banda, lançado após a consagração com seus dois discos mais importantes – Fragile e Close to the Edge (ambos de 1972) – e de uma extensa turnê mundial, que embora tenha sido o primeiro dos álbuns da banda a chegar ao primeiro lugar das paradas britânicas, foi criticado por seus excessos musicais.

A banda foi agraciada este ano com a introdução no Hall da Fama do Rock e perdeu seu membro mais constante, o baixista Chris Squire, que morreu de leucemia em 2016 após ser o único músico a fazer parte de todas as formações do grupo.

O Yes foi fundado em 1968 por Squire e o vocalista Jon Anderson, agremiando músicos como o baterista Bill Bufford, mas depois incorporando ao longo dos anos outros célebres, como o guitarrista Steve Howe (em 1969), o tecladista Rick Wakeman (em 1971), o baterista Alan White (em 1972), o tecladista Patrick Moraz (em 1974), o tecladista Geoff Downes (em 1980), o guitarrista Trevor Rabin (em 1983) e muitos outros. O Yes se firmou desde o início como uma das grandes forças do rock progressivo e lançou álbuns célebres como The Yes Album (1970), Fragile e Close to the Edge (ambos de 1972), Relayer (1975) e Going for the One (1976). A banda chegou a anunciar seu fim em 1981, após uma crise criativa e comercial, mas retornou dois anos depois com seu disco de maior sucesso, 90125, que chegou ao número 1 das paradas do mundo todo, puxado pela faixa Owner of a lonely heart. Embora com a mudança constante de membros (e o vai e vem dos músicos antigos), o Yes consegue manter um estilo próprio e certa decência mesmo nos dias de hoje, apesar de seguir basicamente como uma banda de repertório.

A formação atual da banda conta com: Jon Davison nos vocais, Steve Howe na guitarra, Billy Sherwood no baixo, Geoff Downes nos teclados e Alan White na bateria.