x-men dark phoenix revelation
A Fênix Negra nos quadrinhos.

O site Collider fez uma grande entrevista com Olivia Munn, atriz que interpreta a personagem Psylocke e que confirmou sua presença em X-Men – Fênix Negra. Mais importante, Munn terminou revelando que o filme terá duas partes, seguindo, assim, a escola de outros como Harry Potter e as Relíquias da Morte e Vingadores – Guerra Infinita.

apocaliypse Psylocke posterPerguntada sobre qual é o seu papel no filme, Munn respondeu:

Eu não sei o que eu deveria dizer. Supostamente, eu tenho que ser vaga. Esta é a minha resposta. Eu sou péssima com isso. É um tipo de duas partes, este filme. Isto é mais do que eu tenho dito em geral. Não sei porque as pessoas precisam ser tão secretas.

Dividir Fênix Negra em duas partes faz todo o sentido. Não somente a história original é a mais importante dos X-Men nos quadrinhos, como é uma saga longa, cheia de nuances. Dividir o filme possibilitaria explorar com mais detalhes a ascensão e queda de Jean Grey, corrompida pelo poder da Fênix, sua relação com Ciclope e as duas ameaças que se interpõem entre isso: o Clube do Inferno e os alienígenas S’hiar.

x-men dark phoenix saga TPEm A Saga da Fênix Negra, o escritor Chris Claremont e o desenhista e escritor John Byrne mostram uma história em que os X-Men são secretamente atacados pelo Clube do Inferno, uma sociedade secreta formada por homens poderosos e influentes (alguns dos quais mutantes), por meio de um plano para corromper a personalidade de Jean Grey, atormentada por ter se transformado na poderosíssima Fênix. O plano dá certo e a heroína se transforma na Fênix Negra, uma entidade de poder quase infinito e sem moral. Embora derrotem o Clube do Inferno, os X-Men precisam lidar com os ex-aliados alienígenas S’hiar, que testemunham a Fênix destruir um planeta com seis bilhões de vidas apenas para se exibir e estão determinados a exterminá-la a qualquer custo e manter a segurança do universo.

Uma saga assim, dividida em duas partes, pode ser explorada em toda a sua glória. Isso evitaria o desastre já ocorrido com X-Men – O Confronto Final (2006) que adaptou a linha geral da Saga da Fênix Negra de uma maneira terrível e foi um grande fiasco.

Quanto à Psylocke de Olivia Munn, a personagem estreou no anterior X-Men – Apocalipse aliada ao vilão do título. Ao contrário de Tempestade, que se redime no final, aparentemente Elizabeth Braddock permanece malvada ao fim do longa. Isso é curioso: de que lado ela estará em Fênix Negra?