Foi finalmente lançado a versão legendada de Professor Martson e as Mulheres-Maravilhas, filme sobre o criador da Mulher-Maravilha, William Moulton Martson.

A trama foca na criação da personagem e a controvérsia que ela causou; além do medo do segredo de seu casamento vir à tona: Martson era casado com a escritora e editora Betty Holloway, mas o casal vivia numa relação a três com Olive Byrne.

A Mulher-Maravilha foi baseada numa mescla das duas mulheres.

Quando criou a Mulher-Maravilha, em 1941, Martson já era um psicólogo de renome: formado em Harvard, era professor universitário, foi o inventor do Detector de Mentiras, atendia celebridades, fazia consultoria a empresas e escrevia para revistas como a Esquire. Ele e Holloway vinham do movimento feminista e ela era editora da Enciclopédia Britânica nos EUA; enquanto Byrne era sobrinha de Margareth Sanger, a maior feminista do mundo naqueles tempos.

O “trisal” formava uma grande família com quatro filhos (dois de cada mulher) e todos se envolviam na produção das revistas da princesa Amazona. Martson morreu cedo, em 1947, após sérias complicações de saúde decorrentes da poliomielite, mas Holloway e Byrne continuaram juntas até a morte, décadas depois, embora tenham mantido segredo de sua relação até o fim.

Professor Martson e as Mulheres-Maravilhas não tem data de estreia no Brasil ainda.