wonder woman movie the war teamEm uma entrevista ao Screem Rent, a atriz israelense Gal Gadot fez uma afirmação interessante sobre o perfil psicológico da Mulher-Maravilha e o status quo da princesa amazona no Universo DC dos Cinemas: perguntada pelo site, ela disse que Diana nunca desistiu da humanidade, ao contrário do que é dito em Batman vs. Superman – A Origem da Justiça. 

Neste filme, Diana Prince está atrás dos arquivos de Lex Luthor, pois o vilão tomou posse de uma fotografia da heroína em 1917, durante a I Guerra Mundial, num evento que é visto no filme Mulher-Maravilha. A busca a faz cruzar o caminho com Bruce Wayne, o que a levará a se unir ao Batman e ao Superman na luta contra Apocalipse (Doomsday). Na ocasião, Diana diz a Bruce algo como “Há cem anos eu desisti da humanidade…”. 

Na entrevista, Gal Gadot diz que tal afirmação não será mais levada em contra nos novos filmes da DC:

Nós percebemos que, na verdade, não há jeito da Mulher-Maravilha desistir da humanidade. A razão do porquê dela deixar a ilha [Themescyra] foi porque ela queria tornar a vida deles melhor e mais segura. Eles são o chamado dela. Então… – eu estou te dando uma reposta muito honesta – às vezes, no processo criativo, você estabelece coisas que não são necessariamente a decisão correta, mas você pode sempre corrigir e mudar isso. Assim, a Mulher-Maravilha sempre estará lá, pois se importa com a humanidade.

Essa decisão criativa – contradizendo o que o diretor Zack Snyder e o roteirista Chris Terrio criaram para A Origem da Justiça – com certeza terá grandes implicações na sequência de Mulher-Maravilha e, talvez, em outros filmes da princesa amazona, já que ficará estabelecido que a heroína continuou agindo após a I Guerra Mundial.

Rumores dizem que Mulher-Maravilha 2 não virá para o presente, como um tipo de continuação de Liga da Justiça, mas se manterá no passado. O boato mais recorrente diz que o filme se passará nos anos 1980, durante o final da Guerra Fria entre os Estados Unidos e a União Soviética.