Ringo_Starr_and_all_his_band_(8470866906)O ex-membro dos Beatles, o baterista Ringo Starr, irá ganhar o título de Cavaleiro do Império Britânico, o que lhe confere o pronome de Sir. A notícia foi dada pelo jornal The Sun, que diz que o músico foi agraciado por seu trabalho com caridade e apoio de causas sociais.

Starr é o fundador da Lotus Foundation, uma fundação sem fins lucrativos que auxilia no tratamento de doenças graves a pacientes que não podem pagar tratamento.

Ele é o segundo dos membros dos Beatles a ganhar tal honraria, pois o baixista Paul McCartney detém o título desde 1997. A outra metade do quarteto de Liverpool não foi agraciada: John Lennon foi assassinado aos 40 anos, em 1980; e George Harrison faleceu vítima de câncer em 2001. Porém, o grupo inteiro foi agraciado com a Ordem de Membro Emérito do Império Britânico (a MBE) em 1965, embora Lennon tenha devolvido a medalha à Rainha quatro anos depois, em protesto contra o envolvimento do Reino Unido nas guerras do Vietnã e de Biafra.

Beatles, The, 27.12.1960 - 11.4.1970, British band, with Paul McCartney, Ringo Starr, George Harrison, John Lennon, live perform
Os Beatles ao vivo em 1964.

De um tempo para cá, a monarquia britânica vem cedendo títulos a alguns roqueiros como uma forma de se aproximar da juventude.

Ringo Starr tem 77 anos e nasceu Richard Starkey Jr. em 1940, no seio de uma família pobre e operária de Liverpool, no norte da Inglaterra. As provações da vida dura o tornaram uma criança frágil e doente, que passou boa parte da infância internado em hospitais, o que lhe impediu de cursar o Ensino Médio. Trabalhou na companhia ferroviária de Liverpool enquanto tocava bateria com algumas bandas de rock. Seu primeiro conjunto sério foi o Rory Storm and the Hurricanes, que durante um tempo, entre 1960 e 1961, foi a banda “mais quente” da cidade até ser ultrapassada pelos Beatles, grupo ao qual terminou ingressando em 1962, às vésperas da banda gravar seu primeiro compacto.

Ringo Starr ganhou destaque entre os Beatles porque sempre tocava numa bateria elevada no palco, o que lhe permitia ser bem visto, além de também cantar em algumas canções. Auxiliado a uma personalidade afável e simpática, o músico ficou bastante popular e querido pelos fãs e outros músicos de rock. Nos Beatles, cantou algumas canções importantes, como Yellow submarine e With a little help from my friends, além de fazer sucesso com uma composição sua, Octopus’s garden, lançada no álbum Abbey Road, de 1969.

Com o fim dos Beatles em 1970, Starr se lançou na carreira de cantor e, após um início vacilante, fez bastante sucesso entre 1971 e 1976, emplacando uma série de hits, como It don’t come  easy, Photograph e You’re sixteen. O fim dos anos 1970 e a década seguinte foram de alcoolismo e decadência para o músico, que deu uma pequena volta por cima em 1989, quando formou a All Star Band, um grupo de membros itinerantes da velha guarda do rock que, como ele, já estão muito distantes do apogeu das carreiras, na qual Starr lidera e sai em turnê cantando suas canções e da carreira prévia dos outros membros. Entre os que já passaram pelas fileiras da All Star Band estão Peter Frampton, John Entwistle (ex-baixista do The Who), Jack Bruce (ex-baixista do Cream), Greg Lake (Emerson, Lake & Palmer), Roger Hodson (Supertramp), Randy Bachman (Bachman-Turner Overdrive), Gary Brooker (Procol Harum) e muitos outros.

Ao lado desse grupo, Ringo Starr já veio ao Brasil algumas vezes, como em 2011, 2013 e 2015.