dark phoenix jean grey and scott summers in love empireEnquanto os fãs ainda estão digerindo o adiamento do lançamento de X-Men – Fênix Negra de 02 de novembro de 2018 para 14 de fevereiro de 2019, o ator Tye Sheridan, que interpreta Scott Summers, o Ciclope (em sua versão juvenil) vem à público dizer que o 7º longa da equipe mutante será diferente de todos os outros filmes de super-heróis e da Marvel.

Enquanto faz a divulgação de Jogador N.º 1, de Steven Spielberg, Sheridan, claro, foi questionado sobre a aventura dos mutantes (a segunda na qual irá aparecer), e o ator foi direto:

Todo mundo estava na mesma onda com a ideia de que estávamos abordando [Fênix Negra] muito mais como um drama realista do que um filme de super-heróis. Algo que está ficando velho nesses universos e em todos os filmes da Marvel é que eles parecem ser exatamente os mesmos e todos estão fazendo a mesma coisa. Queríamos realmente sacudir as coisas, naquele sentido, e fazer uma abordagem diferente àquilo. Simon Kinberg, que escreveu os últimos três filmes dos X-Men, dirigiu Fênix Negra, e estou super, super-animado sobre isso. Acho que irá mudar as coisas, que serão os X-Men diferentes de tudo o que já vimos antes. Então, isso é animador.

Oficialmente, a Fox decidiu adiar o filme porque queria fazer algumas refilmagens e aperfeiçoar os efeitos especiais de cenas importantes. Tendo em vista os poderes da Fênix (a entidade superpoderosa a qual Jean Grey se torna/ ou é dominada) e a pretensa abordagem espacial – a primeira em um filme dos mutantes – necessitam de muitos efeitos digitais. Além disso, o fato de que os protagonistas são nomes que estão crescendo em Hollywood (o próprio Sheridan; Sophie Turner, a Jean Grey; astros como Jennifer Lawrence, James McAvoy e Michael Fassbender) faz com que as refilmagens sejam complicadas em termos de agenda.

darkphoenix sets tye sheridan cyclops visorE o estúdio não quer arriscar ter um Liga da Justiça nas mãos, que na ânsia de manter a data de estreia, realizou refilmagens apressadas e deixou efeitos especiais de baixíssima qualidade no produto final.

Com a recepção morna de X-Men – Apocalipse (em 2016) após o tão bem sucedido X-Men – Dias de Um Futuro Esquecido (2014), a franquia principal dos mutantes está em um campo de interrogação e Fênix Negra pode ser decisivo. Enquanto franquias (pretensamente) “secundárias” terminaram melhor sucedidas – como Deadpool (2016) e Logan (2017) – o próximo filme do time principal pode definir o destino dos mutantes no cinema.

Ou não, já que se a compra da Fox pela Disney se concretizar, os mutantes passarão ao poder do Marvel Studios, que deve jogar no lixo tudo o que a Fox fez e começar do zero as aventuras dos X-Men nos cinemas.