A notícia da possível acusação já tinha saído há alguns meses, mas agora foi formalizada: o escritor de quadrinhos e criador do Universo Marvel, Stan Lee, está sendo acusado de assédio sexual pela massagista Maria Carballo.

Segundo o TMZ, Carballo diz que realizou duas sessões de massagem em Stan Lee em um quarto de hotel há um ano atrás. Ela acusa o quadrinista de se masturbar na primeira e esfregar a virilha nela na segunda. Ainda afirma que o assistente de Lee na época, Max Anderson, teria lhe pagado um montante extra para que ela ficasse em silêncio.

Stan Lee nega as acusações e seu assistente atual, Keya Morgan, ressalta que o escritor é um idoso inofensivo:

Eu não tenho ideia do que Max Anderson fez, mas Stan Lee tem 95 anos, é completamente inofensivo e é 100% inocente. Ele nega qualquer uma dessas acusações.

Não podemos negar a possibilidade do abuso, claro, mas não deixa de ser estranho como, de uma hora para outra, surgiram montanhas de notícias negativas sobre Stan Lee. No último ano, a lenda dos quadrinhos ficou viúvo, foi roubado por ex-sócios, acusado de assédio e até foi noticiado que sofria abuso e agressões da própria filha única.

No meio disso tudo, vemos um Stan Lee de 95 anos de idade, cada vez aparentando ser mais frágil e debilitado. Semanas atrás, inclusive, o mundo nerd ficou em polvorosa com o vazamento de um vídeo do escritor na Silley Valley Comic Con, em que aparentemente era obrigado a assinar autógrafos e o mesmo Keya Morgan precisava, de tempos em tempos, soletrar o próprio nome do quadrinista.

Fica parecendo – e me perdoe a massagista se ela estiver falando a verdade – que Stan Lee está ficando senil com a idade e várias pessoas ao seu redor estão se aproveitando dele.