arrowverse batwoman poster-1024x768
Stephen Amell anuncia a introdução da Batwoman.

Em um evento do The CW, canal de TV dos EUA que produz o chamado Arrowverse (o Universo DC da TV, interligado por meio das séries Arrow, Flash, Supergirl e Legends of Tomorrow), foi anunciado que eles irão introduzir a personagem Batwoman no evento crossover deste ano, que sempre apresenta uma aventura dividida em todos os programas ao mesmo tempo. É o primeiro personagem do universo do Batman a ser levado às telas de verdade dentro deste contexto.

 

Quem fez o anúncio foi o ator Stephen Amell (que faz Oliver Queen/ Arqueiro Verde) num evento na qual se apresentaram novidades do The CW para 2018:

Estamos incrivelmente animados em anunciar que iremos fazer outro evento crossover neste outono [do hemisfério norte, no último trimestre do ano] no The CW, e estaremos introduzindo uma nova personagem. Aparecendo pela primeira vez, estaremos lutando ao lado da Batwoman, o que é incrível. O crossover está sendo produzido para ser exibido em dezembro. Eu preciso sair agora mesmo e começar a filmá-lo.

Em seguida, o presidente do The CW, Mark Pedowitz. confirmou o feito à imprensa. Será a primeira vez que a cidade de Gotham City aparecerá no Arrowverse e o primeiro herói do extenso núcleo do Batman nos quadrinhos a ser adaptado neste contexto na telinha, já que vários vilões de seu universo particular já foram usados nos programas, como Rã’s Al Ghul, Nyssa, Liga dos Assassinos, Pistoleiro, Vagalume etc.

A série Arrow até já citou a existência de Bruce Wayne, mas nunca houve uma referência direta aos heróis de Gotham City. Isso ocorre por motivos administrativos e não criativos: a Warner Bros., proprietária tanto do CW quanto da DC Comics, é bastante protetiva em relação ao Batman, que julga sua propriedade mais valiosa e este é proibido de aparecer na TV. Isso explica porque o homem-morcego nunca apareceu nas 10 temporadas de Smallville ou em Arrow e The Flash. A coisa é tão séria que mesmo com uma série como Gotham, que mostra as origens do cavaleiro das trevas, o Coringa não pode aparecer (saiba mais clicando aqui). Talvez neste caso, tal qual Smallville, o Batman em si apareça apenas na última cena do último episódio da série, que será encerrada na próxima temporada, a quinta.

supergirl-and-superman-tv
Supergirl e Superman na série da primeira.

Curiosamente, a Warner é bem menos protetiva em relação ao Superman: mesmo que não tenha uma série sua, Supergirl é um grande sucesso e apresentou uma versão televisiva do homem de aço em dois episódios, que foram superbem recebidos por público e crítica.

 

Mas se o Superman existe no Arrowverse, nada mais lógico de que o Batman também exista. Como o cavaleiro das trevas em si, aparentemente, não vai mesmo aparecer, e nem a Batgirl (pois a Warner fará um filme com ela também), haverá espaço pelo menos para a Batwoman ser a representante da parcela desse mundo dentro do Arrowverse. Claro que a introdução de Kate Kane trará inevitavelmente menções ao homem-morcego, que deverá existir nesse universo, mesmo que não apareça.

A Batwoman é praticamente desconhecida fora dos quadrinhos, mas é uma importante personagem da DC Comics, principalmente por ser uma grande representante da comunidade LGBT por ser lésbica.

Batwoman by J H Williams III
Batwoman na arte de J.H. Williams III.

Originalmente, a Batwoman foi criada por Bob Kane, Edmond Hamilton e Shedon Moldoff em 1956, estreando em Detective Comics 233. Sob a identidade de Kathe Kane, ela foi introduzida nas histórias do Batman como um interesse amoroso do herói.

Detective Comics 233 cover batwoman
A estreia da Batwoman em 1956.

Após ser morta em uma história de 1979, a Batwoman foi ignorada na reformulação editorial de Crise nas Infinitas Terras, em 1985, porém, foi resgatada pelo escritor Grant Morrison e o desenhista/pintor Alex Ross na maxissérie 52, em 2006, sendo renomeada de Kate Kane e apresentada como lésbica e judia. Suas histórias próprias, publicadas desde 2009, são elogiadas pelo alto nível de qualidade, comandadas inicialmente pelo desenhista e escritor J.H. Williams III, que criou todo o universo particular da personagem até 2013, quando se desligou da revista da personagem quando foi proibido pela DC Comics de casar Kate com sua namorada, a capitã Maggie Sawyer. (Veja aqui).