union-jack cover 01Segundo o Heroic Hollywood, em uma entrevista ao podcast Fatman, do diretor (e escritor de quadrinhos) Kevin Smith, a dupla de roteiristas de Vingadores – Guerra Infinita, Christopher Markus e Stephen McFeely, afirmou que o produtor de Pantera Negra, Nate Moore, quer fazer um filme do Union Jack, um super-herói britânico da Marvel.

O HH não deixa claro quem da dupla deu a dica, mas ele disse isso:

Vou te dizer isto: toda vez que você vai fazer um filme com o Nate Moore, ele tenta colocar [o personagem] Joey Chapman, que é o Capitão Britânia ou… Union Jack! Sim! Ele tenta botar o Union Jack nele. Ele será bem sucedido, eu aviso você que ele será bem-sucedido. Quer você queira ou não o Union Jack.

 

O Union Jack não é o único super-herói britânico que está entre as cartas disponíveis do Marvel Studios. O também citado – mesmo por engano – Capitão Britânia já apareceu várias vezes em comentários. O ator Simon Pegg, por exemplo, já manifestou numa entrevista o interesse de interpretá-lo, embora reconhecesse que já está velho demais para o papel. Orlando Bloom foi outro que disse que o faria também.

Ninguém citou o Union Jack, mas isso não quer dizer que ele não possa aparecer, nem que seja como um coadjuvante, em algum filme por aí no futuro. Com a Fase 4 do Marvel Studios iniciando após Vingadores 4, mais personagens secundários e terciários devem aparecer nos cinemas.

captain america and the howling commados movie version
O comando Selvagem do Capitão América traz Lord Fallsworth (penúltimo da direita).

Mas também é preciso lembrar que pelo menos uma versão do Union Jack já apareceu no Universo Marvel dos Cinemas: em Capitão América – O Primeiro Vingador, o personagem James Montgomery Fallsworth, o Union Jack original, vivido por J.J. Field, aparece como um dos soldados libertos pelo Capitão América em sua primeira missão e se torna membro do Comando Selvagem, seu time de apoio nas missões contra a HIDRA ao longo do filme. Claro, no filme ele é apenas um soldado britânico comum, e não um super-herói.

invaders poster
Os Invasores: Bucky, Capitão América, Tocha Humana, Namor, Centelha, Spitfire e Union Jack. 

O Union Jack é um super-herói britânico criado por Roy Thomas e Frank Robbins em The Invaders 07, de 1976. A revista dos Invasores mostrava as aventuras da equipe de mesmo nome liderada pelo Capitão América e que contava também com Tocha Humana, Namor, Bucky e Centelha, que lutavam na II Guerra Mundial. A equipe era uma adição tardia ao cânone do heróis, pois as aventuras originais do personagem nos anos 1940 e a retomada de suas histórias a partir de 1964 por Stan Lee e Jack Kirby nunca fizeram menção a esse grupo.

Porém, Thomas era um grande amante da Era de Ouro dos quadrinhos (anos 1930 a 50) e decidiu criar uma equipe – um tipo de prévia dos Vingadores – com os heróis da Marvel que realmente existiam na época da II Guerra Mundial e que, na cronologia da editora, atuaram nela: Capitão América, Tocha Humana (o original, um androide avançado e não o membro do Quarteto Fantástico com o mesmo nome e poderes) e Namor, o príncipe Submarino. Por isso, enquanto escrevia a revista The Avengers, Thomas criou a equipe na edição 69, de 1969, ao lado do desenhista Sal Buscema.

Invaders_Vol_1_1
Os Invasores ganham suas próprias aventuras. Arte de John Romita.

O tema não foi retomado depois disso, mas após ter sido o Editor-Chefe da Marvel por um período de tempo, Thomas voltou aos roteiros e decidiu usar usa influência para encampar uma revista integralmente voltada ao conceito, lançando como teste a edição especial Giant-Size Special The Invaders 01, em 1975, ao lado do desenhista Frank Robbins. Com a boa recepção da revista, meses depois, foi lançada a revista mensal The Invaders 01, com a mesma equipe.

Invaders_Vol_1_7
O vilão Barão Sangue. Capa de John Romita.

Na edição 07, Thomas e Robbins introduziram o Union Jack: na trama, o Lorde James Montgomery Fallsworth era um herói veterano da I Guerra Mundial e é chamado novamente à ação com a volta de um velho inimigo, o Barão Sangue, um vampiro; o que o leva a se unir à equipe de Capitão América, Tocha Humana, Namor, Bucky e Centelha no ano de 1942.

union jack James_Montgomery_Falsworth_(Earth-616)_from_Union_Jack_Vol_1_1_0001
Retratação “moderna” de como teria sido o Union Jack na I Guerra Mundial.

Tal informação abriu “brecha” para que inúmeras “histórias não-contadas” do Union Jack original tenham sido realizadas nas publicações das décadas posteriores.

Nessa mesma linha, o Lorde Fallsworth já é retratado como um homem idoso em Invaders 07 e lembra que fez parte do primeiro grupo de heróis da I Guerra Mundial, os Freedom’s Five (ou Quinteto Liberdade).

Union-Jack-Freedom-Five-Marvel-Comics-h
Freedom’s Five: Phantom Eagle, Crimson Cavalier, Union Jack, Sir Steel e Silver Squire.
union-jack1 invaders 08
Union Jack na capa de Invaders 08. Arte de Jack Kirby.

Na edição 09, ao combater o Barão Sangue, Fallsworth tem as pernas esmagadas num desabamento e vem o fim de sua carreira heroica, ficando confinado a uma cadeira de rodas. A filha dele, porém, Jacqueline Fallsworth termina ferida em uma missão (Invaders 11) e ao receber uma transfusão de sangue de emergência do Tocha Humana, termina ganhando superpoderes e se tornando a Spitfire, logo admitida como membro da equipe.

Invaders_Vol_1_12
Spitfire estreia na edição 12. Capa de Jack Kirby.

As tramas de Invaders ainda revelariam que Fallsworth também tinha um filho, chamado Brian, que agia atrás das linhas inimigas como um herói uniformizado: o Destroyer – um personagem que realmente existiu nos anos 1940 e havia sido criado por Stan Lee! Na trama das edições 18 a 22, de 1977, o Lorde Fallsworth, Spitfire e os Invasores se unem ao herói Dyna-Mite – apresentado como um amigo de Brian, chamado Roger Aubrey – para resgatar o Destroyer dos Nazistas. É revelado que Brian Fallsworth foi beneficiado por uma versão prévia do Soro do Supersoldado que deu os poderes também ao Capitão América. No fim, de volta à Inglaterra, Brian decide dar prosseguimento ao legado do pai e se torna o novo Union Jack, passando a ser membro dos Invasores ao lado da irmã, enquanto seu amigo, Roger Aubrey se tornou o novo Destroyer.

Invaders_Vol_1_20
O segundo Union Jack.

Histórias posteriores – dos anos 2000 – acrescentaram a informação de que Brian Fallsworth e Roger Aubrey eram amantes, adicionando retroativamente esse “pioneiro” relacionamento gay na Marvel.

union jack 3 in CA 254
O terceiro Union Jack em ação em Captain America 254. Arte de John Byrne.

O Union Jack voltou a fazer uma aparição, agora dentro do cânone do presente da Marvel Comics, numa aventura do Capitão América publicada em Captain America 253 e 254, de 1981, pela dupla Roger Stern (texto) e John Byrne (argumento e desenhos). Na trama, nos dias atuais, o Capitão é convidado a ir à Inglaterra reencontrar seus velhos amigos da II Guerra Mundial, que ele não os vê desde 1945, pois lembre que o personagem passou décadas congelado antes de ser resgatado pelos Vingadores. O Lorde Fallsworth agora é um homem muito idoso e pede a ajuda do velho aliado porque o Barão Sangue voltou dos mortos. Com Jaqueline sem poderes por causa da idade e Brian tendo morrido em um acidente de carro em 1953, cabe ao Capitão América a missão de detê-lo. No fim das contas, ele conta com ajudinha de Joey Chapman, que veste o uniforme de Union Jack para surpreender o vilão. Chapman é um amigo de Kenneth Crichton, sobrinho de Fallsworth.

union jack the death of lord fallsworth
A morte de Lorde Fallsworth.

Após o episódio, Lorde Fallsworth morre de causas naturais, por meio de um ataque cardíaco e Jaqueline provoca Joey Chapman a manter o legado do Union Jack vivo. Vindo da classe trabalhadora, tendo nascido em Manchester e sem o background aristocrata da família Fallsworth, Chapman aceita e se torna um herói mais “popular”, após um intenso treinamento sob a vigilância do serviço secreto britânico.

union jack mini-series
Capa da minissérie por John Cassaday.

Desde então, Chapman é o Union Jack e já agiu ao lado do Capitão América outras vezes. O personagem já ganhou uma série de histórias solo ou como membro de grupos, como Os Invasores ou os Novos Invasores, começando com uma minissérie em três edições publicada em 1998 e 1999 por John Cassaday (argumento e arte) e Ben Raab (texto).