fantastic four and x-men ultimate comicsA The Walt Disney Company oficializou hoje cobrir a proposta da Comcast para a aquisição da 21th Century Fox. Caso a Comcast não bata o valor novamente, a Disney irá adquirir a Fox, resultando na união das franquias de cinema dos Vingadores com X-Men e Quarteto Fantástico.

Originalmente, a Casa do Rato tinha apresentado a oferta de US$ 52 bilhões pela compra, mas a Comcast entrou na jogada e cobriu a oferta com US$ 65 bilhões em dinheiro e estoque. Agora, a Disney cobre a proposta com US$ 71,3 bilhões também em dinheiro e estoque.

Se por um lado, interessa à Disney finalmente ter todas as principais franquias cinematográficas da Marvel Comics em sua mão (a Disney é proprietária do Marvel Studios, mas a Fox detém os direitos de adaptação de X-Men e Quarteto Fantástico);por outro lado, a Comcast deseja obter 100% de propriedade do satélite da Sky, da qual a Fox é 40% proprietária.

Analistas chegaram a sugerir dividir a Fox em duas partes para atender as duas ofertas, mas a própria Fox – na representação de seu sócio majoritário Rupert Murdock – não estava disposto a isso.

Além dos filmes de X-Men e Quarteto Fantástico, com a Fox, a Disney passaria a ser proprietária de canais de TV como Fox e FX (e, por conseguinte, de produtos como Os Simpsons e Família da Pesada), de todo o portfólio da National Geography (que inclui as revistas e os canais de TV), a porcentagem do satélite da Sky, e a India TV, a maior emissora da Ásia.

Como a Marvel Comics (e suas subsidiárias: Entertainment e Studios) já pertencem à Disney desde 2009, uma vez realizada a fusão, a Marvel pode adaptar sem intermediários a maior parte de seu universo aos cinemas, à exceção do universo particular do Homem-Aranha (que pertence à Sony Pictures) e da distribuição de alguns filmes solo de personagens, como Hulk e Namor, que pertencem à Universal Pictures. Mas pelo menos com a Sony a Marvel mantém uma parceria atualmente, o que permitem que o Homem-Aranha apareça nos filmes dos Vingadores, por exemplo.

Os executivos da Fox terão uma reunião amanhã para a decisão final do negócio. É esperar que até lá a Comcast não faça um novo lance.