Vários veículos de informação vêm divulgando nos últimos dias a possibilidade de Bond 25, o título de trabalho do próximo filme da série de 007 pode ser dirigido por uma mulher pela primeira vez. S.J. Clarkson é uma das mais cotadas a comandar a nova aventura de James Bond.

O diretor Danny Boyle abandonou o projeto há algumas semanas e a EON Productions está correndo contra o tempo para manter a janela de lançamento do novo longa para o final de 2020.

Clarkson é britânica e trabalhou principalmente na TV, dirigindo episódios de Life On Mars, Heroes, Dr. House, Orange is The New Black, Dexter, Bates Motel; e Jessica Jones e Os Defensores, estes dirigindo os episódios piloto e o 2° capítulo.

Além disso, ela será a diretora do próximo filme de Star Trek.

Apesar da fama de machão de James Bond, os últimos filmes da série têm pegado mais leve nessa característica, e a EON é codirigida por uma mulher, Bárbara Broccolli, que toca os negócios ao lado do irmão, Michael G. Wilson. Não seria mal à franquia uma mão mais forte feminina.

A série de 007 está procurando se diferenciar a cada filme, daí ter trazido um diretor de grande calibre como Sam Mendes (que fez Operação Skyfall e Spectre, em 2012 e 2015) e ia tentar repetir a dose com Danny Boyle. Ter um diretora poderia ser a melhor saída.

Mas Clarkson não está sozinha no páreo: também estão cotados Yann Demange e Bart Layton.