james gunn
James Gunn: assumindo Esquadrão Suicida.

Numa reviravolta surpreendente dos eventos, o The Wrap anunciou que James Gunn irá escrever (e talvez dirigir) Esquadrão Suicida 2, a sequência das aventuras do time de vilões que é forçado a trabalhar para o Governo dos EUA em missões suicidas. Todos sabem, Gunn foi demitido da Marvel e da Disney após voltarem à tona uma série de tuítes do diretor de cerca de 10 anos atrás com pretensas piadas de conteúdo homofóbico, pedófilo e sobre estupro; o que levou ao cancelamento de seu próximo filme, Guardiões da Galáxia Vol. 3.

A demissão de Gunn causou uma grande reação em Hollywood, e mesmo em tempos de #MeToo – a campanha pelo empoderamento feminino e contra os abusos sexuais que as mulheres sofrem na indústria cinematográfica dos EUA – houve bastante defesa do diretor, inclusive, uma carta aberta do elenco de Guardiões da Galáxia o defendendo. Mas a Disney foi rígida e não voltou atrás.

gallery-1495551278-guardians-of-the-galaxy-vol-2-cast.jpg
Guardiões da Galáxia. 

Agora, é a Warner Bros. e a DC Comics quem assumem o passe de Gunn, cuja visão colorida, cômica, sarcástica e repleta de música ruim dos anos 1970 e 80 (no bom sentido) fez um sucesso enorme com o grupo de aventureiros espaciais da Marvel Comics que eram desconhecidos até dos leitores de quadrinhos.

suicide-squad movie hi-res the team in the office
Esquadrão Suicida.

Esquadrão Suicida 2 estava até então nas mãos do diretor Gavin O’Connor, já que David Ayer, que comandou o primeiro filme não iria voltar. O site diz, porém, que a premissa de O’Connor para o novo filme era muito similar à de Aves de Rapina (Birds of Prey), que filme que servirá como um spin-off, centrado na figura da Arlequina se unindo a outras personagens, como Caçadora e Canário Negro. Como a DC Comics preferiu dar prioridade às Aves de Rapina, cujas as filmagens começarão no início do próximo ano, O’Connor teria ficado frustrado e deixado o projeto.

A chegada de James Gunn põe tudo em outro patamar. Com o sucesso que conseguiu na Marvel, o diretor e roteirista conseguirá emplacar o projeto imediatamente, o que já faz começarmos a pensar no lançamento de Esquadrão Suicida 2 para 2020 ou 2021.

dave-bautista-defends-james-gunn-1124207-1280x0
Dave Bautista como Drax e James Gunn.

Mal a notícia saiu, David Ayer se apressou para ir ao Twitter dar as boas-vindas a Gunn, dizendo que ele é o homem certo para o trabalho. Além dele, o ator Dave Bautista, que interpreta Drax, o destruidor, nos Guardiões da Galáxia, já manifestou seu apoio e disse “onde eu assino?”, se candidatando a um papel no filme.

Bautista foi o maior defensor de Gunn no episódio da demissão e lançou diversas vezes comentários duros à Disney por isso, inclusive, dizendo abertamente que não se incomodava em ser substituído em seu papel por outro ator para não ter que voltar à franquia sem seu criador.

Bane_pic
Bane nos quadrinhos: o vilão que “quebrou” o Batman.

Tal situação coloca a presença de Bautista no filme quase como certa. E muitos já pensam que ele daria um ótimo Bane, o vilão do Batman que é bastante musculoso, mas também, extremamente inteligente, e que ficou famoso por ter quebrado a espinha do cavaleiro das trevas na saga A Queda do Morcego.

Rises NY batman vs bane wall street battle 05
Bane versus Batman no cinema. 

Bane apareceu nos cinemas em Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge, de 2012, vivido por Tom Hardy (de Venom).

suicide-squad movie hi-res deadshot and harley quinn looking
Pistoleiro e Arlequina: devem voltar.

Isso põe em questão a imaginar que personagens Gunn irá usar em seu Esquadrão Suicida. É bem provável que alguns membros da empreitada passada permaneçam, como o Pistoleiro de Will Smith e a Arlequina de Margot Robbie, mas quase todo o resto pode ser trocado sem grandes prejuízos por um novo time de atores/ personagens, no qual Bane cairia muito bem.

É só se imaginar se Gunn irá manter a mesma pegada cômica/ hilária em Esquadrão Suicida em vez do tom sombrio, pesado e pesaroso de David Ayer ao primeiro capítulo.