O bizarro caso envolvendo a atriz Allison Mack, de Smallville, dá mais um passo e vai se tornando ainda mais estranho e surpreendente. Segundo reportagem publicada pelo Deadline, a defesa da atriz, que é acusada de liderar uma seita de escravas sexuais, irá se basear na Cientologia para dizer que não ameaçou seus membros.

Ao lado de Keith Raniere, Allison Mack era líder (ou a segunda em comando) da Nxivm (ou Nexium), uma organização de autoajuda pretensamente dedicada ao empoderamento feminino. Organizada como uma pirâmide, o grupo tinha uma organização secreta por trás, chamada DOS que, também como uma pirâmide, colocava seus membros em uma relação de mestre e escravo. Na DOS só participavam mulheres, à exceção de Raniere, que era o topo da pirâmide. Cada uma era escrava de um líder e tinha como missão obter suas próprias escravas para se tornarem também mestres. Tais relações incluíam não somente práticas sexuais com os mestres, mas também com quem estes designavam, o que teria sido usada pela organização para tráfico sexual em Hollywood e a realização de outros trabalhos forçados.

Television actress Allison Mack leaves federal court in New York, Thursday, Dec. 6, 2018. Court papers say a trust funded by Seagram’s liquor fortune heiress Clare Bronfman is bankrolling the defense for her co-defendants in the sex-trafficking prosecution. They include the leader of the secretive upstate New York group NXIVM, Keith Raniere, and Mack. All the defendants have pleaded not guilty to charges alleging that followers of the group were coerced into becoming sex slaves who were branded with Raniere’s initials. (AP Photo/Seth Wenig)

A organização reunia informações sobre seus participantes, colecionando segredos envolvendo eles próprios, familiares e amigos, além de outros itens comprometedores, como fotografias de nudez. Alguns graduados até ganhavam uma “tatuagem” feita por meio de queimadura, construídas por meio de um símbolo que trazia as iniciais de Raniere e Mack. Os escravos da organização eram obrigados a assistir e filmar a cerimônia.

Raniere primeiro e Mack depois foram presos no início do ano, mas a atriz foi solta após o pagamento de uma fiança de US$ 5 milhões para responder o processo em liberdade.

A novidade trazida pelo Deadline é que a defesa de Mack está usando a Cientologia para se livrarem da acusação de forte ameaça. A questão é que os membros do Nxivm/ DOS eram proibidos de falar sobre a organização sob a pena de terem seus segredos, nudes e tudo mais divulgados.

Acontece que um caso de 2009 complica as coisas. A Igreja da Cientologia – uma religião norteamericana que tem o ator Tom Cruise como seu maior símbolo – foi acusada de “excomungar” aqueles que se desligavam da seita, sendo inclusive, isolados de seus entes queridos e proibidos de entrar em contato com eles. O trabalho forçado também era uma das atividades da Cientologia e o Júri no Tribunal não considerou o afastamento e isolamento familiar/social como uma “grave ameaça”.

Isto abre um precedente para que a Nxivm não realize também grave ameaça aos seus membros ao dizer que vai divulgar informações comprometedoras em troca de trabalhos forçados, assim interpreta a defesa da atriz.

Allison Mack é acusada de tráfico sexual, conspiração para tráfico sexual e conspiração para trabalhos forçados, e pode ser condenada a um mínimo de 15 anos de prisão.

Cada vez mais o caso transcorre como um conto de terror.