Esses dias ocorreu a CinemaCon e a Disney montou um painel no evento na qual deixou claro que os produtos da 20th Century Fox (que recentemente encerrou a fusão com a aquela) agora lhe pertencem! O estúdio fez um vídeo de apresentação para a ocasião e tanto Wolverine quanto Deadpool aparecem nele. A apresentação de Alan Horn, o CEO de entretenimento do Disney Studios, mostrou as estreia de todos os filmes da companhia, e neles estão tanto X-Men – Fênix Negra quanto Novos Mutantes, dando a entender que este último será lançado nos cinemas, ao contrário dos fortes rumores de que sairia direto em streaming. Horn também confirmou que Fênix Negra encerra a franquia dos mutantes no cinema.

Esta afirmação significa dizer que esta franquia acabou, ou seja, como já era esperado – mas nunca confirmado de verdade – o Marvel Studios vai zerar tudo, reunir um novo elenco e desenvolver os filmes dos X-Men à sua maneira.

Horn até exibiu um trailer novo de Fênix Negra e quem assistiu, garante o Comic Book Movie, disse que é bem melhor do que os anteriores.

O futuro dos X-Men no cinema continua incerto. Ninguém tem uma ideia clara do que o Marvel Studios irá fazer com os mutantes. Como eles serão inseridos no universo cinematográfico que já conhecemos, com os Vingadores?

Uma questão que deve ficar clara em breve é que, sem dúvidas, o ritmo de aventuras dos mutantes irá cair drasticamente. Desde que a franquia foi ampliada pela Fox, com os filmes da equipe, de Wolverine e de Deadpool, um grande número de outros projetos chegaram a ser pensados – Gambit, Kitty Pryde, X-Force, até o Homem-Múltiplo – mas a probabilidade disso chegar a ser lançado é praticamente zero. Mesmo dentro da nova embalagem do Marvel Studios.

Afinal, mesmo que Capitão América, Homem de Ferro e Thor não ganhem novos filmes no futuro próximo, o estúdio continuará a desenvolver Doutor Estranho, Capitã Marvel, Pantera Negra, Guardiões da Galáxia, Homem-Formiga e a Vespa; a Viúva Negra está ganhando filme solo e pode ter mais no futuro; novidades estão chegando com Os Eternos, Chang Chi e sabe-se mais lá o que; sem falar nos filmes do Homem-Aranha em parceria com a Sony (que podem continuar ou não) e, claro, as novas aventuras dos Vingadores.

Com tantos filmes a desenvolver, como esperar que X-Men e Quarteto Fantástico tenham uma grande quantidade de produções? Se os fãs se acostumaram a ter um ou dois filmes dos mutantes por ano, podem esquecer. Nessa linha de produção – a menos que a Marvel mude totalmente seu modus operandi – só teremos um filme dos mutantes a cada dois ou três anos, sendo bem otimista.

É possível – como certa vez sugeriu o CEO maior da Disney, Bob Iger – que a Marvel opte por deixar os X-Men num tipo de franquia paralela a dos Vingadores, com as duas – e isto já sou eu especulando – se encontrando apenas muito ocasionalmente em eventos especiais, a cada três ou quatro anos. Dessa forma, poderia ter pelo menos mais filmes mutantes, um a cada ano, talvez, no máximo.

De qualquer modo, se as coisas não mudarem radicalmente, na verdade, os fãs vão ficar muito decepcionados ao perceberem que os X-Men vão virar coadjuvantes dentro do universo dos Vingadores e aparecendo a cada três ou quatro anos nos cinemas e, às vezes (como é o caso de uma boa parte do elenco do MCU nos filmes dos Vingadores), apenas como decoração de cenário.