A Bonham’s Entertainment Memorabilia vai leiloar no dia 12 de junho um item histórico especial: a primeira guitarra elétrica de George Harrison, guitarrista solo dos Beatles.

A guitarra é um modelo barato chamado Futurama Resonet, fabricada pela fábrica Delicia da antiga Tchecoslováquia, que George Harrison comprou aos 15 anos de idade, na loja de Frank Hessy, em Liverpool, em 1958.

Harrison ingressou em fevereiro daquele mesmo ano na banda The Quarrymen, fundada por John Lennon, que tocava um repertório de rock and roll embalado como Skiffle, uma junção britânica do blues com o folk, já que era feito apenas com instrumentos acústicos.

Harrison foi chamado ao grupo por Paul McCartney, que tinha ingressado nos Quarrymen cinco meses antes e conhecia George da sua escola. A formação da banda passaria a ter Lennon, McCartney e Harrison nos violões (3/4 dos Beatles) mais um pianista e um baterista.

Mas logo em seguida, a banda decidiu investir nos instrumentos elétricos, pois a grana dos primeiros shows lhes permitiram melhorar o equipamento. Por isso, Harrison comprou sua Futurama, por 55 libras da época, que com suas linhas, tinha uma aparência similar à Fender Stratocaster.

Segundo o Estadão, a guitarra era difícil de tocar, porque deixava um espaço maior entre as cordas e o braço, mas tinha o apelo de seu visual realmente futurista, com linhas diagonais, e um bom som.

O próprio Harrison declarou ao autor Andy Babiuk que seu sonho era uma Fender Stratocaster, a guitarra de Buddy Holly – um dos grandes ídolos dos roqueiros da época – mas este era um item impossível de adquirir na Liverpool pós-guerra. E ele não teria o dinheiro para isso.

Foi com a Futurama no braço que Harrison viu os Quarrymen virarem os Beatles em 1960 e embarcarem para suas famosas turnês em Hamburgo, na Alemanha. Foi com ela que realizou a primeira gravação profissional da banda, em 1961 (uma das quais a instrumental Cry for a Shadow, que é liderada pelo som dela) e iniciou a longa estada do grupo no The Cavern Club, de Liverpool.

Em 1962, Harrison encostou sua Futurama, passando a ter uma guitarra alemã Gretsch Duo Jet como instrumento principal. Em 1964, ele doou a Futurama à revista Beat Instrumental, que a ofereceu como prêmio de um concurso.

O ganhador, contudo, preferiu o prêmio em dinheiro e a Futurama ficou guardada no escritório da revista até os dias de hoje, em perfeito estado de conservação, dentro de seu estojo original cheio de adesivos de Hamburgo e os documentos da compra que comprovam sua origem.

A casa de leilões espera que a guitarra atinja lances de 200 ou 300 mil Libras (o que vai dar mais ou menos R$ 1,5 milhão).

Fique ligado nos lances, é um ótimo presente para você dar no dia dos namorados.