Numa entrevista a Entertainment Weekly, o diretor Josh Boone revelou que se Novos Mutantes tivesse uma sequência (não vai ter) seria localizada no Brasil, traria os membros Karma e Warlock e ainda teria Antonio Banderas como o vilão. Nada disso irá acontecer, porém, porque a compra da 20th Century Fox pela The Walt Disney Company resultou no fim da franquia dos mutantes nos cinemas, já que os personagens passam às mãos do Marvel Studios, agora, e este irá reiniciar tudo de novo nas telonas.

Na reportagem, o diretor revela que planejou uma cena pós-créditos para Os Novos Mutantes que traria a estreia de Antonio Banderas como o vilão do próximo filme, mas que esta terminou nunca sendo filmada.

Falando à revista, Boone disse:

Nós sempre intencionamos fazer Novos Mutantes: Brasil como o segundo filme. Foi intencional que não a tenhamos filmado. Sempre planejamos ter um gancho no fim do filme que introduziria o vilão do próximo filme. Tínhamos até um ator escalado, mas por causa da fusão [da Fox com a Disney] e porque a Marvel agora é dona dos X-Men [nos cinemas] e irá fazer suas próprias coisas, esta foi a razão pelo qual não havia sentido em filmá-la.

O Mancha Solar nos quadrinhos: herói brasileiro.

A revista termina revelando que o ator em questão era Banderas, que interpretaria Emanuel da Costa, o pai de Roberto da Costa, o Mancha Solar, um dos principais membros dos Novos Mutantes e que é brasileiro nos quadrinhos. No filme, Mancha Solar é vivido pelo ator brasileiro Henry Zaga e nas HQs seu pai tem mesmo tons vilanescos: ele é um empresário rico e inescrupuloso.

Mas o filme também teria outros oponentes. O diretor revela que Karma seria uma vilã também, o que condiz com sua primeira aparição nos quadrinhos. E também teria o alienígena Warlock um ser de forma abstrata e de natureza tecno-orgânica.

Karma foi sempre a vilão do segundo filme que seria absorvida pelo grupo no fim. Sempre quisemos Karma e Warlock para o segundo, quando não conseguimos encaixá-los no primeiro. Para a gente, queríamos o time principal [no primeiro filme]. Só não podíamos abrir mão de Illyana. Sentíamos que não havia sentido não trazer essa personagem à vida no primeiro. No fundo do coração, sempre esperamos que fizesse dinheiro o suficiente para que tivéssemos um segundo filme.

Nas HQs, Illyana Rasputin é a irmã caçula do x-man Colossos, que apareceu tanto nos filmes dos X-Men (particularmente em O Confronto Final, de 2006) quanto nos dois longas de Deadpool. Nos quadrinhos, quando ela tinha uns quatro anos de idade é raptada por um demônio e retorna instantes depois. Porém, no Limbo onde viveu, onde o tempo é diferente, haviam se passado 10 anos. Agora, Illyana é uma adolescente madura, quase maligna, um tipo de maga – seu codinome é Magik – capaz de abrir portais dimensionais e de liderar demônios. A personagem não era um dos membros originais da equipe, mas se tornou um de seus mais destacados.

Em seguida, Boone lamenta a fusão da Fox com a Disney e o fim de tudo o que estavam planejando.

Nos quadrinhos, os Novos Mutantes são uma equipe de jovens adolescentes com habilidades especiais que é formada e treinada pelo professor Charles Xavier quando este pensa que os X-Men morreram em uma missão. Eles foram criados por Chris Claremont e Bob McLeod, estreando em Marvel’s Graphic Novel 04: The New Mutantes, em 1982, antes de ganhar uma revista mensal própria e se tornar o primeiro spin-off dos X-Men. Apesar da proposta oportunista da Marvel, Claremont transformou a revista em um palco experimental e terminou produzindo histórias ainda mais maduras e sombrias do que a dos X-Men, especialmente na fase com o desenhista Bill Sienkwickz, entre 1984 e 85.

Nas mãos de outros escritores e desenhistas, gradativamente, o time foi se tornando mais autônomo e com histórias mais violentas e mudou de nome para X-Force, em 1991.

Os Novos Mutantes, o filme, estreia no Brasil em 02 de abril de 2020 se o coronavírus deixar.