Segundo o MCU Cosmic, Os Eternos pode trazer uma grande deixa para a estreia de Namor, o príncipe submarino nos cinemas. De acordo com o site, veremos no filme a queda de Atlântida, o reino no qual Namor é o líder.

A notícia gerou alguma desconfiança de outros sites de notícias, mas uma menção a Atlântida faz sentido no contexto de Eternos, que terá parte da trama situada na Antiguidade.

Pelo o que diz o MCUC, provavelmente não veríamos Namor em si, mas a queda da Atlântida seria um gancho para explorar o anti-herói no futuro.

Na cronologia da Marvel, a Atlântida foi uma civilização humana extremamente avançada que surgiu antes do período da civilização ao qual conhecemos na História tradicional, e teria submergido em um grande cataclismo. Com o passar do tempo, esses seres terminaram criando a habilidade de respirar debaixo d’água, sua pele se tornou azul e passaram a comandar os oceanos.

Como se vê, é algo muito similar – aliás igual – ao que o grande público já viu em Aquaman, porém, verdade seja dita, Namor (e sua história) surgiu nas HQs dois anos antes do herói submarino da DC Comics.

Namor pode ganhar um filme ou uma série.

Outra “semelhança” entre os dois personagens – e de novo Namor foi pioneiro – se trata do caso de que o Príncipe Submarino é um mestiço de uma atlante com um ser humano e é o herdeiro do trono.

As histórias modernas de Namor exploram as turbulências internas de seu reino, ao mesmo tempo em que o ranzinza e arrogante monarca vê a humanidade com rivalidade e atua ora como inimigo dos humanos, ora como um aliado relutante. Por isso, após ter sido um grande sucesso nas HQs nos anos 1940 e desaparecido das bancas na década de 1950; Namor foi reintroduzido no Universo Marvel como um inimigo da humanidade em Fantastic Four 03, de 1963, a revista do Quarteto Fantástico.

Depois de um tempo atuando praticamente como um vilão do Quarteto Fantástico, Namor também entrou em choque com os Vingadores e os X-Men, mas gradativamente começou a se redimir e “voltou” a ser um herói no momento em que ganhou suas próprias aventuras, em 1966. Por isso, foi um dos membros fundadores da versão em quadrinhos dos Defensores (totalmente diferente da equipe adaptada à TV no Netflix), nos anos 1970, e se tornou membro dos Vingadores nos anos 1980. Ainda assim, de lá para cá, sua abordagem flutua entre a vilania e o heroísmo.

Em termos de cinema, a notícia que se sabia era que os direitos de adaptação de Namor ao cinema pertenciam à Universal Pictures, mas há algum tempo aparecem evidências de que os direitos retornaram à Marvel. Ou pelo menos, que o estúdio possa usar o personagem em filmes de outros personagens, tal qual o Hulk, cujos direitos também pertencem à Universal, mas pode aparecer nos longas dos Vingadores.

Namor foi criado pelo desenhista e escritor Bill Everrett, e estreou na revista Marvel Comics 01, de 1939.

Os Eternos tem direção de Chloé Zhao e o elenco conta com: Angelina Jolie (Thena), Richard Madden (Ikaris), Gemma Chan (Sersi), Kit Harrington (Dane White/ Cavaleiro Negro), Kumail Nanjiani (Kingo), Lauren Ridloff (Makkari), Brian Tyree Henry (Phastos), Salma Hayek (Ajax), Lia McHugh (Spirit) e Don Lee (Gilgamesh). A data de estreia está prevista para 06 de novembro de 2020, mas a produção entrou em suspensão por causa da pandemia mundial do novo coronavírus. Já se comentam que o longa pode ser adiado, mas não há posicionamento oficial da Marvel até agora.

Viúva Negra, outro filme do Marvel Studios, iria estrear em 01 de maio e foi adiado.