Semana passada o mundo ficou chocado com um vídeo vazado na internet na qual o ator Ezra Miller agride uma fã na Islândia, na saída de um bar. De início se pensou que o vídeo era uma brincadeira, mas depois se confirmou como uma agressão. Agora, o We Got This Covered afirma que o ator está lutando com a Warner Bros. para se manter no papel de Flash, enquanto o estúdio pensa em demiti-lo.

É preciso pensar que o WGTC não é um site 100% confiável, mas sem dúvidas, a agressão filmada deve ter consequências à carreira do ator e The Flash, um filme bastante problemático, que já mudou de diretor diversas vezes e chegou quase a dispensar o próprio Ezra Miller, que terminou conseguindo convencer o estúdio a permanecer no filme e manter uma pegada mais séria e sombria, em vez da comédia pretendida.

Mas isso foi antes.

A fonte do WGTC diz que a Warner prefere trocar o personagem do Flash, trocando Barry Allen – que Miller já viveu em Liga da Justiça – por Wally West, um adolescente com os mesmos poderes. Não é impossível.

De qualquer modo, não houve um pronunciamento oficial da Warner e o estúdio deve estar aguardando os desdobramentos do caso. Mas sem dúvidas, a agressão terá consequências.