Morto em 2017, o pioneiro do rock Chuck Berry vai ganhar seu primeiro documentário após sua morte, e será uma produção oficial, com autorização de sua família. Chuck Berry – The Original King of Rock’n’Roll será lançado em serviços de video on demand e em Blu-ray no dia 27 de novembro próximo.

O longa é dirigido por Jon Brewer, o mesmo de B.B. King – The Life of Riley e Beside Bowie – The Story of Mick Ronson, e conta com uma entrevista da viúva do músico, Themetta Suggs, que foi casada com ele por 68 anos. É a primeira vez que ela fala publicamente sobre o marido. Também há depoimentos de outros astros do rock, como John Lennon, Keith Richards, Alice Cooper, Joe Perry, Gene Simmons, Steve Van Zandt, Nils Lofgren e muitos outros.

O trailer do documentário traz John Lennon dizendo:

Se você tivesse que dar um outro nome para o rock and roll, devia ser Chuck Berry!

O depoimento e o título dão o que parece ser a tônica da abordagem: deixar clara a posição destacada e a necessidade de reconhecimento para o grande músico, compositor, cantor e guitarrista que melhor definiu o rock and roll em seu primeiros anos e tem um legado ainda superior ao de outros pioneiros do rock, como Elvis Presley, Little Richard ou Bill Halley.

Chuck Berry nasceu em em St. Louis, no Missouri, nos Estados Unidos, em 1926, e apesar de vir de um lar de classe média, se envolveu em problemas na juventude e terminou preso e passando três anos em um reformatório. Mas ao investir na carreira musical, combinando o blues com o R&B e o Country chegou ao denominador comum do rock e fez bastante sucesso, especialmente entre 1956 e 1958, quando lançou faixas imortais como Johnny B. Goode, Sweet little sixteen, Memphis Tenessesse, Oh! Carol, Roll over Beethoven, Rock and roll music e muitas mais. Ele morreu em 18 de março de 2017, aos 90 anos, vítima de um ataque cardíaco em sua casa.