Após ter sido preso por desordem pública num pub no Havaí há poucas semanas e receber uma ordem de restrição por parte de um casal que o acusou de agressão verbal e ameaça de morte (!), o ator Ezra Miller, o Flash dos filmes da DC Comics, foi preso outra vez ontem!

Ainda no Havaí, o astro foi preso após causar confusão em uma festa em uma residência no distrito de Pãhoa, em Puna, e ser mandado embora, o que o deixou irritado e, em resposta, Miller deu uma cadeirada em uma mulher, deixando um ferimento de mais de dois centímetros na testa dela. A polícia o prendeu em uma estrada em seguida, segundo comunicado oficial da polícia local.

O caso ainda está em investigação e Miller responde em liberdade após pagamento de fiança.

Além dos incidentes anteriores no Havaí, parece que Miller tem um histórico de agressão a mulheres, pois também agrediu uma fã na saída de um bar na Islândia em 2020.

Houve reportes de que a prisão anterior do ator motivou uma reunião especial de executivos da Warner Bros. Pictures (pois além do Flash, ele também é um dos protagonistas da franquia Animais Fantásticos na mesma casa), e a imprensa especulativa chegou a afirmar que todos os projetos futuros do ator estariam em suspenso, algo que o estúdio oficialmente respondeu como sendo “um exagero”.

Mas a imprensa já começa a cogitar a substituição do ator no papel em vista dos seguidos problemas com a Justiça, o que também nos leva a pensar: o que está acontecendo com Ezra Miller?

Tudo isso vem no pior momento: o filme solo The Flash é um capítulo essencial do DCU e seria o ponto de partida da renovação desse universo cinematográfico. O longa estrearia este ano, mas foi adiado para o ano que vem ainda antes das polêmicas recentes.