Soldado Invernal, Capitão América e Viúva Negra na capa da Empire.
Soldado Invernal, Capitão América e Viúva Negra na capa da Empire.

Capitão América 2 – O soldado Invernal (Captain America – The Winter Soldier), sequência de Capitão América – O Primeiro Vingador e de Os Vingadores, com as aventuras-solo do herói criado pela Marvel Comics, levado aos cinemas pelo Marvel Studios e Disney, acaba de ganhar a capa da revista Empire. Na reportagem há interessantes declarações do astro Chris Evans, dos diretores Anthony e Joe Russo e do escritor Stephen McFeely.

Começamos dando destaque às palavras do ator Chris Evans, que vive Steve Rogers pela terceira vez. Contudo, é a primeira na qual pode realmente explorar a temática do “homem fora do tempo” que marca o personagem que volta há vida depois de passar mais de 70 anos congelados. À Empire, ele diz:

Nós não tínhamos explorado realmente o período de ajustamento. Em Os Vingadores, tínhamos tantos personagens que não dava para encaixar, você realmente não tinha tempo para se dedicar tanto a um só. Neste filme há muita coisa acontecendo com Steve. Ele está tentando se aclimatar no mundo moderno. Não quero dar muita coisa, mas é sobre tentar descobrir como ele se encaixa. Ele é um homem dos anos 1940. Ele apenas acordou. Para todo mundo, tudo aconteceu aos poucos para chegarmos onde estamos em 2014. Mas para ele, simplesmente apareceu internet, celulares e o Patriot Act [lei de segurança nacional em vigor desde o 11/11]. A tecnologia é uma novidade para ele, assim como o acesso do governo à tecnologia.

Alexander Pierce e Nick Fury: panorama político.
Alexander Pierce e Nick Fury: panorama político.

Em Os Vingadores, há apenas algumas cenas curtas sugerindo o deslocamento temporal do Capitão América. O arco do personagem no filme seria muito maior: as cenas deletadas no Blue-ray mostram com mais detalhes a sensação de deslocamento e solidão de Steve Rogers após despertar. Contudo, o diretor/escritor Joss Whedon decidiu tirá-las para não deixar o filme sobrecarregado de Capitão América. Por isso, missão de aprofundar a transição temporal se dará no novo filme.

E a tecnologia ao qual o ator se refere, provavelmente, é o uso de drones (armas robóticas), que existem na vida real. Muitos acham que, no filme, os drones serão os Mandroides, encouraçados que aparecem nas histórias em quadrinhos do Capitão e também do Homem de Ferro.

Além disso, O Soldado Invernal é apresentado como um thriller político no estilo daqueles maravilhosos longametragens dos anos 1970. É o que diz o presidente do Marvel Studios, Kevin Feige.

Em nossa tentativa de fazer cada um de nossos filmes únicos e com sentimentos diferentes, nos descobrimos voltando às coisas como [o filme] Os Três Dias do Condor. Também os outros thrillers dos anos 1970, como Todos os Homens do Presidente. Esta foi uma época [os anos 70] em que o Capitão existia nos quadrinhos. Ele se descobriu em meio ao swinging dos anos 1960 [o Capitão foi descongelado em uma história de 1964], seguindo pela Era Watergate; pela Era Reagan; até chegar onde estamos. Nos quadrinhos, foi uma jornada dos infernos para Steve, e não pudemos colocá-las nelas porque no nosso universo cinematográfico, ele estava dormindo [durante aqueles períodos]. Mas queríamos forçá-lo a confrontar o tipo de dilema moral com todo aquele toque dos anos 1970. E em nosso filme isso toma forma da SHIELD.

O Soldado Invernal.
O Soldado Invernal.

O codiretor Joe Russo endossa a mesmo opinião:

Sabíamos que eles [a Marvel] queriam um thriller, que era uma ideia que amamos, mas eles foram incrivelmente apoiadores de como diferente é em tom [O Soldado Invernal] em comparação com o primeiro filme. (…) Há camadas neste filme. Faz os personagens serem mais interessantes. Acho que quando as pessoas virem este filme, irão perceber como é única esta franquia do Capitão América. É um filme radicalmente diferente do primeiro.

O corroteirista Steve McFeely adiciona:

[O filme lida] com um produto de uma prática dúbia e corrupta que não lhe faz sentir-se bem quando exposta à luz. Todas as coisas apontam para algo como Os Três Dias do Condor.

Alexander Pierce (Robert Redford), o chefe da SHIELD, com o Capitão.
Alexander Pierce (Robert Redford), o chefe da SHIELD, com o Capitão.

Para quem não conhece, Os Três Dias do Condor é um filme político estrelado por Robert Redford – que não por coincidência está em O Soldado Invernal – e lançado em 1975, na qual um agente da CIA vê todos os seus colegas de um departamento de inteligência (não de campo) serem mortos e ele próprio passar a ser perseguido pelo o que parece ser a própria CIA. O agente, então, decide sequestrar uma fotógrafa para entender o que está acontecendo.

Chris Evans também falar sobre o tema:

Não acho que a Marvel já tenha feito uma coisa desse tipo. Os Irmãos Russo, desde o começo, afirmaram que realmente estavam fazendo um thriller dos anos 1970. E eu acho que as habilidades do Capitão caem muito bem neste tipo de gênero. Quer dizer, seus poderes são muito na carne: é rápido, forte; dá socos e pontapés. Isto funciona com aquele tipo de filmes. Seria muito mais difícil fazer isso com, digamos, o Hulk naquele tipo de contexto.

As falas são bem elucidativas sobre os mistérios da trama de O Soldado Invernal. Pelo o que os trailers dão a entender, o Capitão América (e Nick Fury) serão perseguidos pela própria SHIELD, talvez tomada por corrupção. A trama deve envolver um elemento de teoria da conspiração.

Basta ler tramas dos quadrinhos como O Soldado Invernal, O Império Secreto e Nunca Mais – leia sobre elas aqui – que já se tem uma ideia sobre o que trará a trama do filme. Inclusive, pode esperar um velho inimigo do Capitão América de volta em uma posição privilegiada do governo sem que ninguém desconfie. Adivinhe quem e onde?

***

A Viúva Negra também está no filme.
A Viúva Negra também está no filme.

O Soldado Invernal mostrará o Capitão América tentando se adaptar ao mundo contemporâneo depois de passar 70 anos congelado; e lidando com as consequências dos eventos mostrados em Os Vingadores. Além disso, estará envolvido em uma grande operação da SHIELD e seu velho amigo Bucky Barnes é agora um vilão assassino chamado Soldado Invernal; mas haverá outros vilões, como  Ossos Cruzados. Em compensação  o supersoldado também ganhará novos aliados, nas figuras da Agente 13 da SHIELD, Sharon Carter, e do Falcão.

Capitão América 2 – O Soldado Invernal mantém os mesmos roteiristas da primeira parte: Christopher Markus e Stephen McFeely e a direção é dos irmãos Joe Anthony Russo. O elenco tem Chris Evans (Steve Rogers/Capitão América), Scarlett Johansson (Natasha Romanoff/ Viúva Negra), Samuel L. Jackson (Nick Fury),  Robert Redford (Alexander Pierce), Sebastian Stan (Bucky Barnes/Soldado Invernal), Anthony Mackie (Sam Wilson/Falcão),  Cobie Smulders (Agente Maria Hill), Frank Grillo (Brock Rumlow/ Ossos Cruzados) e Georges St. Pierre (Baltroc, o saltador), além de participações de Hayley Atwell (Peggy Carter), Emily VanCamp (Sharon Carter/ Agente 13), Toby Jones (Armin Zola), Dominic Cooper (Howard Stark), Maximiliano Hernandez (agente Jasper Sitwell), Callan Mulvey (agente Jack Rollins), além de Chin HanJenny Agutter,Alan Dale e Bernard White, como agentes da SHIELD. A estreia será em 04 de abril de 2014.

O Capitão América foi criado por Jack Kirby e Joe Simon em 1941 e foi o maior sucesso dos anos iniciais da Marvel Comics. Após décadas sem ser publicado, foi resgatado para as histórias modernas em Avengers 04, de 1964, por Stan Lee e Jack Kirby, numa história dos Vingadores, grupo que passou a liderar a partir de então.