x-men dark phoenix saga TPHá 20 anos os fãs dos X-Men esperam a adaptação da mais importante saga dos mutantes da Marvel Comics aos cinemas. Isso quase aconteceu em X-Men – O Confronto Final, mas o estúdio não pôs fé na trama e preferiu investir numa trama paralela sobre a cura mutante, deixando a ascensão de Jean Grey como uma entidade superpoderosa como um pano de fundo. O resultado foi o pior filme dos mutantes até hoje. Agora, X-Men – Fênix Negra promete reverter o erro. Ou não? Segundo o diretor e roteirista do filme, Simon Kinberg, o longa não será muito intergalático, ao contrário da saga original.

Numa entrevista à revista Total Film, Kinberg disse que teve manter o filme humano e realista, então, ele não será muito intergalático. Rumores afirmam que o filme terá Lillandra, a imperatriz do Império S’hiar, uma poderosa raça alienígena, como uma das personagens e verdadeira vilã.

Na verdade, a trama de A Saga da Fênix Negra nos quadrinhos só toma um rumo intergalático no final. A maior parte da história envolve o Clube do Inferno movendo uma conspiração secreta para subverter a poderosíssima Jean Grey – que se tornou a Fênix – como uma aliada. Para isso, o mutante Mestre Mental conduz um plano no qual se passa pelo Lorde Sir Jason Wyndgare, que teria sido amante de Grey em uma vida passada. Com isso é capaz de perverter a mente da heroína que, já fragilizada pela soma indescritível de poder da Fênix, terminou por convertê-la em uma terrível vilã.

É somente quando intercede em uma batalha entre os X-Men e o Clube do Inferno que a Fênix Negra – como forma de se exibir – vai ao espaço e elimina um planeta inteiro com o seu poder. Em resposta a isso, o Império S’hiar, que já conhecia os X-Men e eram seus aliados, vêm à Terra para exterminar a ameaça da Fênix.

Irá o filme seguir essa linha?