neil-young-crazy-horseO cantor e compositor canadense Neil Young se reuniu à sua antiga banda, a Crazy Horse, em duas apresentações, nos dias 1º e 02 de maio, no Warnor Theatre, em Fresno, na Califórnia. Foi a primeira vez em quatro anos que os músicos se uniram, dessa vez com o reforço do guitarrista Nils Lofgren da E Street Band (que acompanha Bruce Springteen) substituindo Frank “Poncho” Sampedro, que estava com problemas de saúde.

neil young and crazy horse 2018-05-01-nych-fresno
Neil Young (dir.) e a Crazy Horse em Fresno.

A Rolling Stone e a Ultimate Classic Rock fizeram resenhas dos shows e disseram que foram muito bons, pelo espírito que os músicos traziam ao palco, mesmo que a banda e não tivesse ensaiado o suficiente e cometesse alguns erros de execução.

Atualmente, Neil Young é geralmente acompanhado pela banda Promise of the Real – com a qual lançou seu mais recente álbum, The Visitor, em dezembro de 2017 – porém, o músico se reúne com a Crazy Horse de tempos em tempos, pois a conexão deles vai longe até 1969.

Neil Young nasceu em 1945 em Toronto no Canadá, mas emigrou cedo para os EUA onde emplacou com a banda Buffalo Springfield, antes de tentar a carreira solo e, paralelamente, ingressar o supergrupo Crosby, Stills, Nash & Young. Nos anos 1970, ele foi aclamado como um dos principais compositores do rock, mesmo raramente sendo um grande sucesso de massas.

Neil+Young++Crazy+Horse 70s
Young (segundo da esq.) e a Crzy Horse nos anos 1970.

A Carzy Horse foi uma banda formada em torno do guitarrista Danny Whitten em 1963 e que, com o nome de The Rockets, chegou a gravar um álbum em 1968, antes de mudarem o nome para Crazy Horse e acompanharem Neil Young a partir do ano seguinte. Além de Everybody Knows is Nowhere (1969), a banda acompanhou o compositor em álbuns seminais, como After the Gold Rush (1970), Tonight’s the Night (1975) e Rust Never Sleeps (1979), continuando até os dias mais recentes, como Broken Arrow (1996) e Americana (2012); embora a banda em si também tenha gravado seus próprios álbuns, começando com Crazy Horse (1971) e chegando a Crazy Moon (1978) e Left for Dead (1989).

crazy horse 2010s
A Crazy Horse com Young (dir.) e ainda com Sampedro (centro).

Hoje, a Crazy Horse mantém os membros originais Bill Talbot (baixo) e Ralph Molina (bateria), com Nils Lofgren (guitarra e teclados) completando o time e já tendo tocado com o grupo em outras ocasiões, como em 1970 e 1973. O guitarrista Danny Whitten, principal nome da banda no início, morreu de overdose de heroína em 1972; e Frank “Poncho” Sampedro o substituiu a partir de 1975. Alguns outros membros passaram pela banda, como os guitarristas George Whitsell, Greg Leroy  e Rick Curtis (entre 1971 e 1972) e o tecladista John Blanton (no mesmo período).