Em 1990, o lançamento do livro O Herdeiro do Império de Timothy Zahn causou um rebuliço entre os fãs de Star Wars, pois a obra deu início não somente à Trilogia Thrawn como também deu origem ao Universo Expandido, uma coleção de histórias contadas em livros, quadrinhos e jogos que espandiam a cronologia de Star Wars para bem além dos filmes da Trilogia Clássica, que era o que existia então. Agora, um novo livro do autor volta a lançar bases importantes da saga espacial, com Thrawn: Alianças, que dá a origem do nome Skywalker e explica a premonição Jedi.

Na obra original, o Grão Almirante Thrawn se nega a aceitar a queda do Império Galático (que ocorreu em O Retorno de Jedi, último filme da Trilogia Clássica) e reúne oficiais e frotas remanescentes para desferir um ataque mortal à Aliança Rebelde e seus líderes, em particular o Jedi Luke Skywalker e a senadora Leia Organa.

A obra introduziu muitos novos conceitos do Universo Expandido, dentre eles a clonagem, algo que seria bastante desenvolvido no futuro, e se tornou a pedra angular de todo o UE. Porém, quando a Disney comprou a LucasFilm em 2013 para lançar a Nova Trilogia (com dois filmes já lançados), dentre outros produtos, todo o UE foi considerado não-canônico e um novo UE foi lançado, mais alinhado aos novos filmes (e menos amarrado ao que foi criado antes).

Contudo, um personagem como Thrawn era forte demais para ser esquecido e a LucasFilm rapidamente introduziu o comandante imperial no novo UE por meio da série em desenhos animados Rebels, na qual é retratado algo como 10 ou 15 anos mais jovem do que sua estreia.

Agora, Thrawn retorna a uma idade mais madura e pelas mãos de seu criador, Zahn, em Alianças, que narra uma história dividida em dois tempos: no passado, no fim das Guerras Clônicas, quando conhece o Mestre Jedi Anakin Skywalker (o pai de Luke); e algo como 20 anos depois, quando o Jedi já havia caído ao lado sombrio da Força, virado o braço direito do Imperador e um monstro meio homem meio máquina conhecido como Darth Vader. Os dois momentos estão sintonizados aos filmes A Vingança dos Sith (capítulo final da Trilogia Prelúdio, que se passa antes da Clássica); e o segundo momento logo após os eventos de Uma Nova Esperança (o primeiro da Clássica, quando há o primeiro confronto entre Vader e Luke Skywalker, num momento em que nenhum dos dois sabe que são pai e filho).

Segundo o Screem Rant, em Alianças, Thrawn “desvenda” a capacidade dos Jedi de usar o sabres de luz para defender disparos de blasters (ou seja, algo como desviar balas com uma espada). Para o grão-Almirante, os Jedi possuem uma “visão dupla” que permite por meio de premonição enxergar a realidade atual e uma fração de segundo do futuro, possibilitando o uso dos reflexos para a tarefa.

É o mesmo conceito que usa para explicar como um sensitivo à Força como Darth Vader é capaz de navegar nas Regiões Desconhecidas da galáxia. O livro explica que essas regiões são:

uma área na qual o hiperespaço é deformado e distorcido por correntes de supernovas e, talvez, por uma colisão com uma galáxia de matéria negra. As deformações do tempo-espaço criadas pela flutuação da gravidade das massas torna viajar pelo hiperespaço, dentro das Regiões Desconhecidas, uma experiência extremamente perigosa, pois não existem rotas estáveis e um único erro pode levar à colisão com um planeta desgarrado ou uma estrela de nêutrons. A única forma de viajar pelas Regiões Desconhecidas é na companhia de alguém com sensibilidade à Força. Assim como um Jedi prevê o disparo de um blaster, um sensitivo à Força pode prever uma ameaça iminente da gravidade de uma massa.

Thrawn explica que seu povo, os Chiss, chamavam esses navegadores de andarilhos espaciais, o que seria uma tradução para Skywalker, o nome de Vader/Anakin.

Alliances foi lançado nos EUA em 24 de julho passado e deve chegar em breve ao Brasil também, pela editora Aleph, que vem publicando os livros do Universo Expandido (antigo e novo) no país.

O livro tem cenas de Anakin Skywalker jovem, inclusive com a mulher, Padmé, que ele próprio mataria sem querer depois. As imagens conceituais divulgadas junto ao livro usam os atores Hayden Christensen e Natalie Portman como modelos para o casal, sendo a primeira vez que o par da Trilogia Prelúdio aparece oficialmente dentro do novo UE.