A cantora e compositora Dolores O’Rordian, líder da banda The Cranberries, faleceu em 15 de janeiro deste ano e a causa Mortis não foi divulgada ainda. O laudo da perícia já devia ter sido publicado, mas foi adiado. Agora, segundo o Metro de Londres, a divulgação ganhou uma data: 06 de setembro.

A morte da cantora foi tratada como uma “morte súbita”, na época, porém, paira uma suspeita de suicídio, devido ao histórico de sofrimento dela. É bem provável que o motivo do falecimento tenha sido uma overdose acidental de medicamentos.

A cantora irlandesa estava em Londres para a gravação de vocais do cover de uma de suas canções a ser gravado por uma outra banda, na qual faria uma participação especial.
Dolores Mary Eilleen O’Riordian nasceu em Limerick, na Irlanda,em 1971, e ingressou no Cranberries em 1990, com a banda estreando em disco em 1993, com Everybody Else is Doing, So Why Can’t We?, e já atingindo o sucesso. O grupo lançou 5 álbuns até 2001 e encerrou as atividades dois anos depois. O’Rordian lançou dois discos solo, em 2007 e 2009, antes dos Cranberries retomarem as atividades e lançarem dois outros discos, em 2012 e 2016.