Ontem, foi anunciado oficialmente que a série Luke Cage, exibida na Netflix dentro da parceria com a Marvel, será cancelada, ou seja, não terá a terceira temporada. A notícia vem uma semana depois do cancelamento de Punho de Ferro, outro programa do combo. O que isso significa para o futuro da Marvel no streaming?

Os motivos são diferentes. Punho de Ferronão foi bem recebido em sua primeira temporada e foi criticado como o programa mais fraco do combo Marvel-Netflix. O personagem ganhou um pouco mais de simpatia em Os Defensores, que reuniu Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage e Punho de Ferro em uma mesma trama. Mas a segunda temporada do último passou em branco, sem gerar nem comentários na internet.

Então, o cancelamento das aventuras de Danny Hand não é surpresa.

Quanto a Luke Cage é outra coisa. A primeira temporada foi muito bem recebida, causou um clamor positivo quando estreou. Mas a segunda temporada foi recebida mais friamente. Mas a recepção foi suficiente para garantir uma terceira temporada.

Aí mora o problema! Segundo o Deadline, os produtores de Luke Cage não conseguiram entrar em acordo com o Netflix, que exigia constantes modificações nos roteiros. Nesses dias, diz o site, a rede recebeu a primeira leva leva de roteiros prontos e o Netflix não aceitou. A discordância foi tão séria que decidiu-se pelo cancelamento.

Demolidor irá estrear sua terceira temporada agora e Jessica Jones e Justiceiro devem ter novas temporadas em breve, ao mesmo tempo em que Os Defensores não devem retornar tão cedo.

Os protagonistas de Luke Cage e Punho de Ferro ainda mantêm seus contratos e se espera que sejam aproveitados em outros programas. Não é impossível que os dois sejam reunidos num programa chamado Heróis de Aluguel, mimetizando a trajetória que já tiveram nos quadrinhos.

Porém, o contexto mostra uma tensão crescente entre a Marvel e a Netflix. Os programas da Casa das Ideias são muito caros e precisam dar muito retorno, o que não deve estar acontecendo. A terceira temporada de Demolidor será decisiva no futuro da parceria, mas reformulações devem ocorreu em breve.