O diretor de cinema, escritor ocasional de quadrinhos e porta-voz nerd global, Kevin Smith falou no seu podcast Fatman sobre como seria a Trilogia da Liga da Justiça de Zack Snyder, que jamais veremos ganhar a vida.

Smith explica que visitou os sets de filmagem de Star Wars – Episódio IX e lá conversou com figuras importantes que trabalharam nas gravações de Liga da Justiça com Zack Snyder e lhe revelaram qual seria sua ideia para a maior equipe de heróis da DC Comics:

  • O primeiro filme seria parecido com o que vimos no cinema, com a Liga se reunindo e enfrentando o Lobo da Estepe, mas havia algumas diferenças chave.
  • No final, o vilão iria embora em um Tubo de Explosão e os heróis viriam Darkseid do outro lado e ele viria a equipe, anunciando que havia uma ameaça muito maior.
  • A cena que chegou a ser divulgada de Alfred Pennyworth dizendo “Ainda bem que você chegou há tempo” e que muitos presumiram que era o Superman, na verdade era o Lanterna Verde! Provavelmente, era uma cena pós créditos fazendo um gancho com a Parte 2.
  • Liga da Justiça 2 traria a equipe contra Darkseid. E melhor: o time resolveria levar a briga até Apokolips e iria para lá com a ajuda do Lanterna Verde e da Tropa dos Lanternas Verdes. Mas seria um filme mais sombrio, com os heróis sendo derrotados, ao estilo de Vingadores – Guerra Infinita.
  • Liga da Justiça 3 traria o revide, com Darkseid vindo à Terra. Neste, veríamos a concretização mais ou menos daquilo que o Batman vislumbrou lá em Batman Vs. Superman – A Origem da Justiça naquelas suas visões-sonhos.
  • Aqui, vamos além dos comentários de Smith, fazendo coro a outros rumores antigos: Darkseid tomava o controle do Superman e dominaria o mundo, o que obrigaria o Flash a voltar ao passado e impedir isso de acontecer, o que também explica a inserção do Flash no sonho do Batman em A Origem da Justiça.

Parece um ótimo plano, mas como dizemos no Brasil: “faltou combinar com os russos”. Aparentemente, a Warner Bros. nunca comprou essa ideia de Snyder e sem poder deixar as pontas para os filmes 2 e 3, Liga da Justiça perde metade de sua força. Muitos rumores diziam que Snyder queria gravar logo as Partes 1 e 2, mas o estúdio não aceitou pelo custo.

No final das contas, Snyder filmou Liga da Justiça em 2016, mas ao apresentar um corte prévio do longa aos executivos da Warner em março de 2017, terminou demitido do cargo. Após uma busca árdua, o estúdio contratou Joss Whedon (de Os Vingadores) para arrumar a bagunça. Mas o problema da agenda dos atores fez com que as 6 semanas de refilmagens de Whedon só ocorressem em agosto e setembro daquele ano e o filme chegou aos cinemas em dezembro!

Aparentemente, o que vimos é um corte inacabado do filme, inclusive, o que é muito notável pelos efeitos especiais de baixa qualidade. Também é quase 100% que o corte final dos cinemas não é o que Whedon planejou, mas um intermediário entre sua visão (mais leve e aventureira) e a de Snyder (mais pesada e sombria).

De qualquer modo, fica uma questão incompreensível de por que a Warner não adiou a data de lançamento do filme, que teria rendido um produto muito melhor. Sem dúvida, Whedon teria entregue um filme melhor do que o que vimos.

Pelas regras estranhas de Hollywood, os créditos oficiais de Liga da Justiça colocam Zack Snyder como diretor e Joss Whedon apenas como roteirista, ao lado de Snyder e de Chris Terrio.