Tom King está em todas ultimamente. Escrevendo atualmente a revista do Batman, o escritor foi anunciado hoje como o novo roteirista do filme Novos Deuses, que irá adaptar a aclamada série de quadrinhos criada por Jack Kirby para a DC Comics.

Quem deu o anúncio foi a própria diretora de Novos Deuses e também corroteirista do filme, Ava DuVerney. Esta será a primeira incursão de King no cinema, que é filho de uma mãe que trabalhava na indústria cinematográfica.

O nome de King está bastante em evidência nos últimos tempos. Sua temporada na revista Batman chamou bastante a atenção do público e da crítica, por sua abordagem inovadora e ousada, embora a DC tenha percebido uma queda nas vendas recentemente (em parte, porque a revista é quinzenal em vez do tradicional formato mensal) e decidiu uma mudança de estratégia: King encerrará sua participação no título no número 85, em dezembro próximo; e em janeiro, enquanto outro escritor assume Batman (a revista mais vendida da DC), King migra para a maxissérie Batman/Catwoman, que terá 12 capítulos e explorará a relação do cavaleiro das trevas com a Mulher-Gato, após a dupla quase casar nas histórias de King no ano passado.

Outra coisa que põe King em visibilidade é que sua aclamada série do Visão da Marvel Comics, publicada em 2016, servirá de base para WandaVision, a série de TV a ser exibida no Disney+ e que dará sequência as aventuras da Feiticeira Escarlate, após os eventos de Vingadores – Ultimato, e que trará o Visão de algum modo, mesmo com o personagem tendo morrido no anterior Vingadores – Guerra Infinita.

Já os Novos Deuses é uma aposta arriscada da DC Comics em levar aos cinemas os personagens cósmicos e mitológicos de Jack Kirby, da qual o vilão Darkseid é o mais famoso. Mas outro personagem desse núcleo, o Senhor Milagre, ganhou uma série bastante elogiada por Tom King alguns anos atrás, valendo-lhe o Eisner Award, o Oscar dos quadrinhos.

Os Novos Deuses foram criados por Jack Kirby em 1970, quando o desenhista e escritor trocou a Marvel Comics pela DC Comics. A história mostra a ascensão de uma nova ordem de deuses após a morte dos velhos deuses (ou seja, as mitologias). Assim, forças benignas, como o Senhor Milagre e Orion, lutavam contra as forças de Darkseid, primeiro nos planetas Nova Gênesis e Apokolips, e depois na Terra.

Apesar de sensacional, a criação de Kirby não conseguiu adesão do grande público e após quatro anos, o desenhista regressou à Marvel. Enquanto seus personagens continuaram a ser parte essencial do universo cósmico da DC; na Marvel, Kirby criou um tipo de sequência disfarçada dos Novos Deuses: os Eternos, que estrearam em 1978, e que também ganharão um filme, pelo Marvel Studios, a ser lançado nos próximos anos.

Jack Kirby nasceu em 1917 e morreu em 1994, e cocriou alguns dos principais personagens da Marvel Comics, como o Capitão América (ao lado de Joe Simon), Homem de Ferro (ao lado de Stan Lee, Larry Lieber e Don Heck), Thor (ao lado de Stan Lee e Larry Lieber), Hulk, Quarteto Fantástico, Pantera Negra, Surfista Prateado, Homem-Formiga, X-Men e Vingadores (todos ao lado de Stan Lee).

Novos Deuses não tem uma data de estreia e nem detalhes da trama, mas deve adaptar a premissa básica de Kirby. Possivelmente, o filme irá se situar no Universo DC dos cinemas, pois Darkseid é citado nominalmente em Liga da Justiça, na qual o principal oponente é seu lacaio, Lobo da Estepe.