O desenhista e escritor Mike Allred (criador de Madman e iZombie e com uma boa passagem pelo Surfista Prateado da Marvel) está trabalhando numa biografia em quadrinhos de David Bowie, o camaleão do rock e um dos artistas mais influentes do século XX.

Allred terá como parceiros o roteirista Steve Horton e a esposa e colorista Laura Allred e o material será lançado pela Insight Comics com o título Bowie: Stardust, Rayguns and Moonage Daydreams. O artista disponibilizou uma prévia na internet, que ilustram este post.

O release diz que…

Como músico, o legado de Bowie é notável, mas seu lugar no imaginário popular é muito mais do que sua música. Como artista visual, ele desafiou a classificação com sua psicodélica. estética, sua imagem maior que a vida e sua maneira de pairar na fronteira do surreal.

David Jones nasceu em 1947 e mudou o nome para Bowie na juventude. Ingressando o forte movimento de R&B de Londres no início dos anos 1960, o músico passou por diversas bandas bandas sem sucesso e se lançou como carreira solo em 1967, também sem sucesso.

Após alguma insistência e sorte, Bowie conseguiu emplacar o single Space Oddity, que acabou se completar 50 anos de lançamento, e começou a chamar a atenção do público e da mídia até que estourou totalmente com o álbum The Rise and Fall of Ziggy Stardust and The Spiders From Mars, em 1972, na qual Bowie assumiu a persona de Ziggy Stardust, um roqueiro vindo de Marte, que cai na Terra e vira um astro.

O sucesso nos EUA só veio um pouco depois, com Young Americans, em 1975, já em outra fase, embora já tivesse sido abraçado pelo underground há tempos.

O apuro estético de Bowie, incorporando o lado visual com muita força e ousadia o tornaram um artista influente não somente na música, mas nas artes em geral, inclusive, moda e cinema.

O compositor morreu aos 69 anos, em 2016, vítima de um câncer.

Recentemente, o camaleão do rock recebeu outra homenagem inusitada ao ser adaptado como uma boneca Barbie.

Há planos para uma cinebiografia de Bowie que poderia ter a atriz (isso mesmo!) Tilda Swinton no papel.

Bowie: Stardust, Reyguns and Moonage Daydreams terá prefácio de Neil Gaiman e 160 páginas, chegando às livrarias dos EUA em janeiro de 2020.