Ontem, na convenção da Disney, a D23, foram anunciadas muitas novidades sobre o Disney+, o streaming que a companhia está para lançar em 12 de novembro nos EUA, com destaque às séries de TV do Marvel Studios. O The Hollywood Reporter já tinha adiantado um programa para a Miss Marvel, que o HQRock noticiou; agora, saem as demais novidades, incluindo, séries de Cavaleiro da Lua (Moon Knight) e Mulher-Hulk (She-Hulk), bem como informações sobre as já conhecidas WandaVision e Falcão e o Soldado Invernal.

Infelizmente, praticamente nenhuma informação adicional foi dada sobre essas novas séries.

O Cavaleiro da Lua é um vigilante urbano, de visual arrebatador, marcado por histórias sombrias. Em certo sentido, ele serve como um tipo de representação do Batman dentro da Marvel Comics – algo que também pode ser associado ao Demolidor. A complexidade de suas tramas giram em torno do próprio personagem, que tem uma origem mística e termina se dividindo em três personalidades distintas, o que denota algo esquizofrênico.

O Cavaleiro da Lua e suas três identidades: esquizofrenia?

O Cavaleiro da Lua foi criado pelo escritor Doug Moench e o desenhista Don Perlin, em 1975, como um coadjuvante da revista Warenwolf by the Night 32 e 33, que mostrava as desventuras de um lobisomen na linha de revistas de terror da Marvel. O personagem fez sucesso e ganhou uma série de aventuras solo em títulos secundários da Mavel, por alguns anos. O personagem ganhou sua primeira revista própria em 1980Moon Knight, com texto de Doug Moench e arte de Bill Sienkiewicz. Foi nessa temporada em que foram exploradas as origens do personagem e sua ambientação mais conhecida.

Na trama, Marc Spector era um mercenário que, numa missão, termina à beira da morte em uma batalha numa pirâmide do Egito. Mas o deus da lua egípcio Khonshu lhe concede uma segunda chance se ele se tornar um avatar do deus na Terra. Spector aceita e volta à Nova York, onde passa a agir como um vigilante urbano. O herói usa o dinheiro ganho com anos de mercenário para aplicação e ganha uma pequena fortuna, criando uma nova identidade para si: Steven Grant, para andar na high societydesvinculado de seu passado de mercenário. Além disso, também cria outra identidade: Jake Lockley, um taxista que consegue informações no submundo.

Após um longo período em baixa, o Cavaleiro da Lua vem sendo resgatado por uma série de autores renomados, a partir especialmente de 2006, quando ganhou uma muito elogiada temporada nas mãos do escritor Charles Houston e do desenhista David Finch, seguida de outras pelo escritor Brian Michael Bendis em 2011; e por Warren Ellis, em 2013.

Já a Mulher-Hulk é como o nome denota, uma versão feminina do Hulk. Criada por Stan Lee e John Buscema em The Savage She-Hulk 01, de 1980, ela é Jennifer Walters, uma advogada de Los Angeles que é prima de Bruce Banner, o Hulk. Na época, Banner vivia fugindo, pois era perseguido pelas autoridades por causa de sua transformação no mostro verde. Banner vai ao encontro da prima para solicitar ajuda legal, mas termina envolvido numa trama de que bandidos tentam matá-la. Vendo Jennifer à beira da morte, Bruce não tem outra alternativa a não ser doar o próprio sangue à menina, o que resulta em transferir parte de sua radiação gama e de suas células alteradas que permitem que Jennifer se transforme numa versão menos poderosa e mais controlada (além de feminina) do Hulk.

A Mulher-Hulk teve suas aventuras solo por pouco tempo, mas gozou de alguma popularidade nos anos 1980, ingressando nos Vingadores e, depois, substituindo por alguns anos o Coisa no Quarteto Fantástico. Ela regressou várias vezes aos Vingadores e terminou como uma personagem muito afável a histórias cômicas.

É muito interessante pensar como Cavaleiro da Lua e Mulher-Hulk, além de Miss Marvel, serão introduzidos no Universo Marvel pós-Vingadores – Ultimato. Miss Marvel deve dosar política e humor; Mulher-Hulk também deve ir mais para a linha cômica; enquanto Cavaleiro da Lua deve ser mais sério e sombrio, embora seja difícil pensar que seja pesado e violento como o Demolidor conseguiu ser na Netflix. Será que a Disney deixa?

Por fim, não custa falar de algumas novidades das outras séries já conhecidas do Disney+ que foram reveladas ontem.

Falcão e o Soldado Invernal teve confirmada ontem a participação de Emily VanCamp, regressando ao papel de Sharon Carter, a Agente 13, que viveu nos filmes Capitão América – O Soldado Invernal e Capitão América – Guerra Civil. Também foi anunciado que Wyatt Russell fará John Walker, personagem que nos quadrinhos é o Agente Americano. Como já havia sido anunciado antes, Daniel Bruhl regressa como o vilão Helmut Zemo (de Guerra Civil), mas agora, usando a máscara que tem nas HQs.

US Agent, o Agente Americano.

A confirmação do elenco meio que denuncia o que será a trama: enquanto Sam Wilson (o Falcão) herda o escudo do Capitão América e deve substituir Steve Rogers no manto do herói; o Governo dos EUA deve se apressar para criar um outro agente patriótico para chamar de seu, o Agente Americano. Se seguir os quadrinhos, o temperamento instável de John Walker deve pôr tudo a perder e o Barão Zemo deve ter um plano inteligente para se aproveitar de tudo isso.

WandaVision ganhou a confirmação de que sua trama terá relação com o filme Doutor Estranho No Multiverso da Loucura (Doctor Strange in the Multiverse of Madness), trazendo além do retorno de Wanda Maximoff (a Feiticeira Escarlate) e Visão, a participação da versão adulta de Monica Rambeau, vivida por Teyonah Parris (de Mad Men e Se a Rua Beale Falasse). Monica já foi vista como uma criança em Capitã Marvel, cuja trama se passa em 1996. Nas HQs ela é uma heroína também, que atende a nomes como Fóton ou Espectro.

Monica Rambeau.

A série deve explorar, pela primeira vez, a ligação da Feiticeira Escarlate com a magia, algo forte nas HQs, mas que os filmes ainda não abordaram.

WandaVision também ganhou a confirmação de outros nomes no elenco: Kat Dennings vai reprisar o papel da atrapalhada Darcy Lewis, que viveu nos filmes Thor e Thor – O Mundo Sombrio; enquanto Randall Park retorna ao papel do Agente Jimmy Woo que viveu em Homem-Formiga e a Vespa; que se somam à novata Kathryn Hahn, que viverá uma vizinha de Wanda na trama. A série estreia na primavera do hemisfério norte de 2021.