A banda britânica Pink Floyd, uma das mais importantes da história do rock, anunciou hoje o lançamento de um Box Set especial cobrindo os últimos anos da carreira. Chamada The Later Years, a caixa trará os últimos álbuns do grupo, ao lado de material ao vivo e um punhado de gravações inéditas, a maioria ao vivo, do período entre 1987 e 2019, justamente a partir do momento em que o ex-líder Roger Waters deixou a banda.

O extenso material inclui 5 CDs, 6 Blu-ray, 5 DVDs mais um livro de fotos, embalagens especiais para cada disco e material de memorabília, como posters, set lists de shows e coisas do tipo. Entre as surpresas, algumas canções inéditas em estúdio e uma performance ao vivo de Arnold Layne – a primeira faixa lançada pela banda, ainda no distante 1967 – capturada ao vivo em 2007, durante uma performance do Pink Floyd em um evento que homenageou o ex-membro e fundador (e autor de Arnold Layne), Syd Barrett, que tinha morrido no ano anterior.

The Later Years serve como par para The Early Years, a caixa que o grupo lançou em 2016 cobrindo os anos iniciais da banda, desde sua fundação, em 1965, passando pela estreia em discos em 1967, até o ano de 1972, imediatamente antes do grupo estourar no mundo inteiro com o álbum Darkside of the Moon, e deixarem de ser uma banda underground de Londres para se tornarem uma das maiores e mais influentes bandas do mundo.

Aparentemente, o período de tempo entre 1972 e 1987 não irá ganhar uma caixa de novidades, mas verdade seja dita, esse período foi contemplado de algum modo pela Immersion Collection, lançada em 2014, que reuniu toda a discografia da banda em versões remasterizadas e que trouxeram algumas novidades, como discos bônus com shows ao vivo e demos.

The Later Years cobre três álbuns de estúdio e dois ao vivo, no caso: A Momentary Lapse of Reason (1987), o ao vivo The Delicate Sound of Thunder (1988), The Division Bell (1994), o ao vivo Pulse (1995) e o “póstumo” The Endless River (2013); adicionando muito material das turnês da banda nos anos 1980 e 90; porém, o modo como apresenta isso não é tão óbvio. Como as coisas do Pink Floyd não costumam ser óbvias.

Assim, os 5 CDs cobrem apenas um dos álbuns. Isso mesmo. Entre os CDs, temos uma versão remasterizada e remixada de A Momentary Lapse of Reason, o álbum de “retorno” do Pink Floyd, após a batalha judicial que gerou a saída de Roger Waters da banda.

Os demais CDs são formados por shows ao vivo do Pink Floyd: os CDs 2 e 3 trazem o conteúdo de The Delicate Sound of Thunder remixado; o CD 4 traz uma série de performances inéditas em áudio, tiradas de shows de 1987 e 1994, mais algumas canções inéditas de estúdio; e o CD 5 traz o célebre concerto da banda no Festival de Knebworth, em 1990, um dos maiores festivais da história do Reino Unido.

O Pink Floyd ensaiando em 1993: The Endless River.

É o CD 4 quem tem as mais interessantes novidades, trazendo basicamente faixas gravadas em estúdio em 1994 e que ficaram de fora do The Division Bell, atendendo por nomes como Blues 1, Slippering guitar, Rick’s theme, Dave’s blues, Marrooned jam e Nervana. Provavelmente, são canções instrumentais, no mesmo estilo daquelas lançadas em The Endless River, que reuniu sobras instrumentais do The Division Bell, servindo como um tipo de tributo ao tecladista Richard Wright, que morreu de câncer em 2008. Neste caso, apenas uma faixa era cantada. Nesta lista do CD 4, apenas Nervana é conhecida, uma grande faixa de rock, levada por um ótimo riff de guitarra e que apareceu em cópias com material extra de The Endless River. A versão lançada também é instrumental, mas daria uma grande canção – talvez até um sucesso – do Pink Floyd, caso ganhasse vocais.

Os seis discos em Blu-ray trazem vídeos e áudio. O disco 6 (Blu-ray) traz apenas áudio, com uma versão 5.1 do A Momentary Lapse of Reason, o The Division Bell remixado e as faixas inéditas do CD 4 também em 5.1, mais outra inédita, uma nova versão de High hopes daquele álbum. Os discos seguintes trazem: disco 7 o filme The Delicate Sound of Thunder; disco 8 o filme Pulse; disco 9 traz dois concertos inéditos, um em Veneza, em 1989, e outro em Knebworth, em 1990; com o disco 10 trazendo mais material (clipes e os vídeos usados no telão dos concertos da banda – curtametragens em animação ou live action que servem também como clipes); o disco 11 traz pequenos documentários sobre a produção das capas dos álbuns e um filme de Ian Emes baseado em The Endless River, bem como a performance de Arnold Layne de 2007.

Os discos em DVD (discos 12, 13, 14, 15, 16) trazem o mesmo conteúdo dos Blu-ray, à exceção do disco 6.

A surpresinha maior da caixa vem à seguir: dois compactos de 7 polegadas em vinil trazendo a performance ao vivo de Arnold Layne, em 2007, e uma apresentação inédita de Lost for words, de 1994, respectivamente.

Por fim, há um livro de 60 páginas com fotografias, a maioria inédita, e uma caixinha com memorabília, como posters, programas de turnê e um outro livro com todas as letras.

Para aqueles que não tem uma casa para vender (ou um rim) e poder comprar o Box Set, a banda disponibilizará uma coletânea reunindo o “melhor” da caixa em 1 CD ou 2 Lps, mais um encarte de 24 páginas.

Pink Floyd: The Later Years já está em pré-venda no site oficial do Pink Floyd e o lançamento será em 29 de novembro próximo.

O Pink Floyd em seu início, com Barrett, Mason, Wright e Waters.

O Pink Floyd foi formado em Londres em 1965 e estreou em disco em 1967, época em que já era uma sensação no mundo underground. O líder e guitarrista Syd Barrett, contudo, foi muito afetado pelo uso abusivo de drogas, em especial o LSD, e terminou enlouquecendo e saindo da banda em 1968, sendo substituído por seu velho amigo de Cambridge, David Gilmour, que além da guitarra, se tornou o principal vocalista do grupo. Ao mesmo tempo, o outro colega deles de Cambridge, o baixista Roger Waters, se tornou o líder da banda e seu principal compositor.

Waters, Mason, Gilmour e Wright por volta de 1970.

Após anos sendo uma sensação underground em Londres e na Europa, o Pink Floyd atingiu sem querer o estrelato em 1973, com o lançamento do álbum Darkside of the Moon, que se tornou o maior sucesso do grupo, um dos discos de maior sucesso da história, um fenômeno cultural e tornou o conjunto uma das mais famosas e influentes da época.

O Pink Floyd continuou lançado discos aclamados, com Wish You Were Here (1975), Animals (1977) e The Wall (1979), mas as pressões internas e os conflitos só foram crescendo. A tensão resultou na demissão do tecladista Richard Wright e no lançamento de The Final Cut (1983), em que quase todas as faixas são cantadas por Waters (e não Gilmour), com o baixista conduzindo o disco inteiro e Gilmour e o baterista Nick Mason servindo quase como meros músicos acompanhantes.

Mason, Gilmour e Wright em 1994: sessões instrumentais.

Por fim, em 1985, Roger Waters enviou uma carta à gravadora EMI anunciando o fim do Pink Floyd, mas Gilmour e Mason entraram na Justiça com um processo para continuarem a usar o nome da banda, já que não concordavam com o término. Foi uma batalha judicial longa e desgastante, e a Corte deu ganho de causa a Gilmour e Mason, que retomaram a banda, trouxeram Richard Wright de volta e o Pink Floyd, como um trio entrou em sua última fase, com o lançamento dos álbuns A Momentary Lapse of Reason (1987) e The Division Bell (1994), até que encerraram as atividades em 1996.

Daí em diante, ocorreram apenas reuniões casuais dos ex-membros, inclusive, uma única vez em que Gilmour, Wright e Mason se reuniram a Waters para o concerto beneficente do Live 8, contra a reunião do G8 em 2005 e solicitando o perdão da dívida dos países pobres; bem como a homenagem a Syd Barrett (morto em 2006), em que Gilmour, Wright e Mason tocaram Arnold Layne, em 2007. Wright morreu em 2008, vítima de câncer, e desde então, Waters, Gilmour e Mason tocaram uns com os outros ocasionalmente, embora nunca como uma volta oficial do Pink Floyd. Porém, em 2013 lançaram o álbum The Endless River, na qual Gilmour e Mason empacotaram uma sequência de faixas instrumentais gravadas em 1994 nas sessões de The Division Bell, como forma de homenagear Wright.

Conheça a Discografia Completa do Pink Floyd neste especial do HQRock.