Numa notícia que ninguém esperava, foi anunciado – via We Got This Covered – que a Apple está interessada em adquirir a Sony Pictures, negócio que, se for efetivado, resultará no retorno do Homem-Aranha ao Marvel Studios!

Explicamos: todos já sabem que o Homem-Aranha deixou o Marvel Studios (e portanto, não irá mais aparecer nos filmes dos Vingadores) porque houve o fim do contrato entre a Disney (dona da Marvel, que detém os direitos dos Vingadores) e a Sony (que detém os direitos cinematográficos do Homem-Aranha) e as duas companhias não chegaram a um acordo de renovação.

Paralelamente, a Apple está querendo investir no mercado de streamings e lançar o seu próprio canal, o Apple+, para concorrer com Netflix, DC Comics, Warner, Amazon, YouTube e Disney, que já possuem seus próprios canais. E numa jogada para ampliar o leque de produtos a ofertar, a Apple está considerando adquirir a Sony Pictures e todo o seu catálogo, que inclui, por exemplo, a franquia de 007.

Todavia, o contrato de cessão dos direitos cinematográficos do Homem-Aranha à Columbia Pictures (que é uma subdivisão da Sony) prevê que, caso a companhia seja vendida, os direitos do aracnídeo voltam automaticamente para sua casa, a Marvel Comics. O que colocaria Peter Parker novamente nas mãos do Marvel Studios (e da Disney). Agora, com controle total (em vez de compartilha-lo com a Sony).

Claro, é bem cedo para comemorar, porém, é algo ao qual temos que ficar atentos. O CEO da Sony, Tony Vinciquerra, afirmou recentemente, que a empresa não está à venda; porém, uma proposta substancial da Apple pode convencer os acionistas de que esse é o melhor movimento.

Nos últimos anos, algumas fusões de megacorporações estão ocorrendo, como Marvel-Disney, LucasFilm-Disney, Warner-AT&T, Sony-MGM, Fox-Disney. A junção da Apple com a Sony seria apenas mais uma nesse cenário.

E as notícias são de que a Apple não vai parar aí, pois também quer adquirir outras companhias, como a MGM (que na verdade, já pertence à Sony), Lionsgate, A24 Studios, Viacom/CBS e a própria Netflix. Caso isso aconteça, a gigante dos iPhones também virará uma gigante do entretenimento para concorrer com a Disney e a Warner, as duas maiores majors de hoje em dia em campo.

E de brinde ainda ganhamos o Homem-Aranha de volta para casa. Torcemos!